Durante os dias 8 e 9 do presente mês, o Comando Territorial de Setúbal, através da Secção de Informações e Investigação Criminal de Setúbal e dos Núcleos de Investigação dos Destacamentos Territoriais de Setúbal e do Montijo, apoiado por Equipas de Segurança da Polícia de Segurança Pública no acompanhamento da realização de buscas na sua área de responsabilidade, realizou uma operação de combate ao furto de máquinas de venda de tabaco em estabelecimentos comerciais, fenómeno ocorrido nas áreas dos concelhos de Setúbal, Palmela, Grândola, Santiago do Cacem, Santarem, Leiria, Lisboa e Figueira da Foz.

A operação decorreu na sequência de investigação criminal que, durante cerca de 10 meses, o NIC de Setúbal, em articulação com o Comando Territorial de Lisboa, Santarém e Leiria e com o apoio da Unidade de Intervenção, referenciou e investigou um grupo suspeito desta prática criminal.

O grupo referenciado utilizava como modus operandi o reconhecimento prévio dos estabelecimentos alvo, realizando, posteriormente, o furto de viaturas ligeiras em garagens residenciais e de combustível em viaturas pesadas parqueadas em áreas de serviço.

Reunidas as condições acima citadas, deslocavam-se durante a madrugada aos estabelecimentos alvo e, através de arrombamento, furtavam as máquinas de venda de tabaco, as quais eram transportadas até locais ermos e desmanteladas.

Foram efetuadas nove buscas domiciliárias, 14 não domiciliárias, incluindo em dois estabelecimentos comerciais e das quais se obtiveram os seguintes resultados:

· 1300 (mil e trezentos) maços de tabaco;

· 2120 € (dois mil cento e vinte euros) em notas do BCE;

· Quatro computadores portáteis;

· 10 telemóveis diversas marcas;

· Sete televisores lcd;

· Cinco relógios de pulso;

· Uma máquina fotográfica digital marca canon;

· Diversos acessórios para veículos automóveis;

· Um sistema home cinema;

· 14 doses de cannabis resina;

· Uma arma taser.

Foram detidos seis indivíduos, um dos quais em flagrante delito por posse de uma arma taser, de nacionalidade portuguesa, residentes de Setúbal e Pinhal Novo, com idades compreendidas entre os 20 e 30 anos.

Os arguídos encontram-se detidos nas instalações da Guarda Nacional Republicana, até serem presentes, na tarde do dia de hoje, no Tribunal Judicial da Comarca de Setúbal, para primeiro interrogatório judicial.

Partilhe esta notícia