A Câmara Municipal do Seixal saúda a decisão do Comité Internacional da UNESCO de inscrever o Cante Alentejano como Património Cultural Imaterial da Humanidade. Tal decisão reconhece a relevância patrimonial do cante, o seu valor único, como identidade de um povo e de uma região, o Alentejo.

A autarquia “felicita todos os que, com o seu trabalho, saber e dedicação, tornaram possível a concretização deste objetivo, em particular, os muitos milhares de alentejanos que habitam no Município do Seixal e que muito têm contribuído para o desenvolvimento do Concelho, sem nunca esquecerem as suas raízes e onde sempre promoveram a cultura do seu povo”.

No Seixal existem seis grupos corais do Cante Tradicional Alentejano, que em conjunto com o Poder Local Democrático, realizam diversas iniciativas ao longo do ano, entre elas o Encontro de Corais Alentejanos do Concelho do Seixal, que já vai na sua 33ª. Edição.

“Apesar de as grandes dificuldades económicas, sociais e culturais que o País atravessa pelas políticas nacionais de austeridade que têm sido seguidas pelos sucessivos governos, o reconhecimento pela UNESCO do Cante, como património Imaterial da Humanidade, demonstra que é possível existir outro caminho para Portugal, uma verdadeira alternativa assente na força e na capacidade de um povo, que com a sua luta, será capaz de ultrapassar a degradação económica e social que alastra no nosso País e afirmar os Valores de Abril”, acentua o município.