O Secretário de Estado dos Transportes, Infraestruturas e Comunicações, Sérgio Monteiro, reafirmou a disponibilidade do porto de Sines para acolher empresas que se queiram fixar na Zona Logística, durante uma visita às obras de um armazém de frio.

“É um investimento da APS, que permitirá complementar a oferta de frio para os produtos que podem ser movimentados no porto de Sines. Obviamente que para nós é muito importante que, adjacente ao porto, onde se carregam e descarregam mercadorias, possa haver infraestrutura logística para que esses produtos sigam para os seus pontos de destino”, acrescentou.

O novo pavilhão logístico com uma área de 1.288 metros quadrados e que deverá estar concluído dentro de cinco meses, vai custar cerca de 400 mil euros, que serão integralmente financiados pela Administração do Porto de Sines.

A cobertura do pavilhão será posteriormente dotada de painéis fotovoltaicos, com um custo estimado de mais 400 mil euros, mas que deverão permitir uma poupança significativa nos consumos de energia.O novo pavilhão logístico com uma área de 1.288 metros quadrados e que deverá estar concluído dentro de cinco meses, vai custar cerca de 400 mil euros, que serão integralmente financiados pela Administração do Porto de Sines.

A cobertura do pavilhão será posteriormente dotada de painéis fotovoltaicos, com um custo estimado de mais 400 mil euros, mas que deverão permitir uma poupança significativa nos consumos de energia.des que se queiram fixar na zona logística de Sines, e que acreditem que o potencial do porto pode ser aproveitado para o seu negócio, são bem-vindas”, disse Sérgio Monteiro depois de visitar as obras do futuro armazém para produtos perecíveis, que está a ser construído pela Administração do Porto de Sines (APS).

 

Fonte: CARGO Edições

Partilhe esta notícia