Ao fim de trinta anos, o Festróia – Festival Internacional de Cinema de Setúbal cancelou a edição de 2015 por só ter cerca de metade dos 200.000 euros necessários à concretização.

Em comunicado, a Câmara Municipal de Setúbal, como principal parceiro e financiador do Festroia – Festival Internacional de Cinema de Setúbal, “lamenta, profundamente, a impossibilidade de realizar este certame em 2015 devido ao corte total de apoios financeiros do Estado”.

A autarquia considera que os cortes “representam duro golpe na promoção e divulgação das artes que muito penaliza Setúbal, mas também para todos os apreciadores da sétima arte que, todos os anos, desde 1985, acorrem a esta festa do cinema”.

“A Câmara Municipal foi, desde a primeira hora, quando o festival tinha ainda sede em Troia, um dos principais parceiros do certame e nunca regateou apoios à sua realização, quer financeiros, quer logísticos. Foi esta autarquia que, ao longo dos 30 anos de vida do Festróia, sempre disponibilizou salas, transportes, instalações ou apoios à promoção e divulgação, entre muitas outras ajudas. Só desde 2002, os apoios financeiros diretos aprovados pela Câmara Municipal ascendem a 1.633.400 euros, valor que indica a real dimensão do empenhamento municipal nesta iniciativa”, explicam, acrescentando, porém, que o município isolado é “incapaz de garantir todos os meios financeiros necessários à concretização do festival”.

O município, em comunicado, apela a que os organismos do Estado que gerem os meios financeiros para apoiar o cinema, em especial o ICA, reconsiderem a decisão de reduzir o apoio ao Festroia”.

Partilhe esta notícia