A Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal de Setúbal, constitui arguido um homem, com 39 anos de idade, suspeito da autoria de um crime de simulação de crime.

“O arguido, com o propósito de obter dos seus pais a entrega de quarenta e cinco mil euros a título de resgate, fez-lhes crer que tinha sido raptado, facto que as diligências de investigação prontamente desenvolvidas demonstraram ser integralmente falso”, esclarecem as autoridades em comunicado.

Partilhe esta notícia