Cerca de cinquenta peças da antiguidade provenientes do Egito, do Império Romano, da Grécia e do Médio Oriente passam a estar patentes em Setúbal numa exposição a inaugurar no domingo, às 16h00, na Galeria Municipal do Banco de Portugal.

A mostra “Arte e Arqueologia da Antiguidade”, da qual resulta a publicação de um catálogo, a lançar no dia da inauguração, tem origem na doação à Câmara Municipal de obras da coleção da Fundação Buehler-Brockaus.

Na exposição de arte e arqueologia da antiguidade o público pode admirar peças dos períodos pré-clássico, clássico e paleocristão, de uma área civilizacional compreendida entre o Egito faraónico, a Grécia clássica, o Império Romano e o Médio Oriente.

Entre o acervo encontram-se peças em cerâmica, vidro, pedras duras, metal e terracota, destacando-se uma fechadura romana em bronze, presumidamente de um cofre, datada de finais do século I a.C. e com uma representação do deus Mitra, divindade que assumiu relevância considerável na povoação romana que ocupou a atual península de Troia.

A mostra fica patente na Galeria Municipal do Banco de Portugal até à conclusão integral dos trabalhos de requalificação e modernização do Museu de Setúbal/Convento de Jesus, acervo ao qual a coleção passou a pertencer após a doação ao Município pela Fundação Buehler-Brockaus.

Partilhe esta notícia