Setúbal deverá receber, até 2018, um centro de desporto, lazer e turismo, nas vertentes náutica e terrestre, no âmbito do qual a Câmara Municipal aprovou ontem, em reunião pública, a celebração de um protocolo com a empresa responsável pelo projeto.

Com a designação de Wake Park Setúbal, o equipamento irá incidir numa área total de 269.400 metros quadrados, localizada na Herdade de Santas, freguesia de S. Sebastião.

Uma das principais atrações do parque desportivo é uma grande área de reserva de água onde será possível praticar modalidades aquáticas de tração, como wakeboard, wakeskate e ski kneeboard.

Os praticantes vão poder deslizar sobre o plano de água através de um sistema elétrico, tipo teleférico, que faz circular um cabo através de um mecanismo de roldanas.

O parque também proporcionará a prática de outras modalidades desportivas, nomeadamente paintball, slide, skate, BMX e escalada, além de acolher áreas de restauração, comércio, bungalows e um parque de autocaravanas.

O terreno onde será instalado o parque é propriedade do Instituto de Habitação e Reabilitação Urbana, sob gestão da Câmara Municipal, embora esteja em curso a transmissão da parcela para domínio privado da Autarquia.

Além da minuta de um contrato de arrendamento do terreno, a proposta aprovada na reunião pública ordinária determina a celebração de um protocolo entre a Autarquia e a empresa responsável pelo projeto, a Mir Veika, para se garantir a execução do projeto, desde que preenchidos todos os requisitos de viabilidade técnica, económica e ambiental.

A Câmara Municipal de Setúbal, adianta o texto da proposta, já desenvolveu contactos exploratórios com a Comissão de Coordenação de Lisboa e Vale do Tejo e com a Direção Regional de Agricultura e Pescas de Lisboa e Vale do Tejo, no sentido de se identificarem potenciais constrangimentos ao desenvolvimento do projeto, uma vez que a área em apreço é abrangida pelos regimes da Reserva Ecológica Nacional e Reserva Agrícola Nacional.

O Wake Park Setúbal, ao entrar em funcionamento, garante uma área de utilização pública gratuita correspondente a 197.432 metros quadrados, onde, adianta a proposta, “serão implantados circuitos e equipamentos desportivos ao ar livre para manutenção da saúde e bem-estar; um parque infantil; recintos de skate e uma zona verde ambientalmente requalificada”.

Através do protocolo, a Mir Veika assegura que 99.613 metros quadrados da área do parque vão permanecer no estado natural, por forma a conservar os valores naturais e a biodiversidade que se verifica na zona onde será instalado.

Fonte: CMS

Foto: Arquivo

Partilhe esta notícia