Com um dia de atraso dado que o Benfica só jogou na segunda-feira, esta jornada foi atípica em termos de resultados para os que seguem nos lugares cimeiros da tabela classificativa. Pode-se dizer que nesta jornada o Sporting ganhou em toda a linha, ficou a um só ponto do Porto e apesar de ainda estar a 7 ponto do Benfica acalenta cada vez maiores esperanças de chegar ao título e com o dérbi Sporting-Benfica quase aí à porta, a oportunidade para reduzir ainda mais esta diferença é cada vez mais uma realidade. Foi uma equipa que perante uma Académica sempre muito fechada na sua defesa procurou sempre chegar à vitória e mesmo que esta não chegue, há que sempre fazer aumentar as possibilidades de se chegar lá e quem mais tenta consegue.

Dado que entrou em campo em último lugar pode-se dizer que o grande derrotado da jornada foi sem dúvida o Benfica. Com a derrota do Porto na Madeira, os encarnados tinham a possibilidade de garantir uma vantagem de 9 pontos e assim garantir uma vantagem confortável para a conquista do campeonato. Mas se calhar com a certeza que pelo menos os 6 pontos de vantagem eram mantidos o Benfica ontem não se mostrou com o querer e a garra dos dois últimos jogos que tinha feito para o campeonato. A equipa esteve muito longe do seu melhor e deixou-se influenciar negativamente por um penalti falhado. Ao cair do pano, quando o empate parecia que não iria ser desfeito, Eliseu comete um penalti infantil bem aproveitado pela equipa do Paços de Ferreira que impingiu a segunda derrota aos pupilos de Jorge Jesus. Sabemos que ainda falta muito para terminar o campeonato mas deixar fugir oportunidades destas podem custar caro no fim e a atitude da equipa ontem foi, realmente, muito fraca e quem não procura ser feliz normalmente pode sofrer uma derrota deste género. O jogo com o Boavista servirá para que a equipa se redima e para mostrar que o que aconteceu foi um mero acidente de percurso.

No que se refere à parte da procura da felicidade, o Porto foi idêntico ao Benfica. Só quando se viu a perder é que começou a acordar para o jogo e fez uma segunda parte onde poderia ter chegado à vitória mas já foi tarde e com alguma sorte à mistura, o Marítimo acabou por ser feliz. Esperava-se mais de uma equipa que no jogo a meio da semana para a Taça da Liga se viu com tantas adversidades e que se uniu em torno de uma causa e conseguiu sair de Braga com o apuramento quase garantido para as meias-finais. Mas mais uma vez o plantel recheado de bons valores individuais voltou a desiludir.

Ainda é cedo para dizer quem vai ser o campeão e já ficou várias vezes provado que as equipas que estão no topo, Vitória de Guimarães e Sporting de Braga incluídos, são capazes do melhor e do pior e todos ainda vão perder pontos ao longo destas jornadas. Vamos ver como corre o capítulo do próximo fim-de-semana.

 

Ricardo Santos

Marketeer

Partilhe esta notícia