Desde 1 de Janeiro de 2017 é possível deduzir o valor total do IVA dos transportes públicos no IRS.

A dedução do IVA no IRS com as despesas de aquisição de passes sociais está incluída no incentivo fiscal, para quem pede facturas com NIF (Número de Identificação Fiscal) nas despesas gerais, por agregado familiar. Esta medida beneficia todas as famílias e incentiva a mobilidade coletiva, contribuindo para uma redução da emissão de gases com efeito estufa e do tráfego nas cidades.

Ao contrario do que acontece com a maioria dos operadores, nos TCB a emissão da factura é automática. Basta adquirir o passe no Espaço Mobilidade ou no Posto TCB no Terminal Fluvial, para ter acesso à factura de forma simples e prática.

O IVA de 6% cobrado nos passes poderá ser descontado no IRS e entram para dedução à coleta as despesas de todos os membros do agregado familiar, até um total de 250€ de IVA por agregado.

Esta medida integra o conjunto de deduções de IVA no IRS, onde já estavam inseridas as despesas com restaurantes, oficinas de automóveis, cabeleireiros e veterinários.

Rui Lopo, vereador da CMB, responsável pelos TCB, realça que “a dedução de 6% do IVA é um incentivo à utilização de transporte colectivo, porque na pratica pode representar uma poupança anual nos passes do Barreiro, juntando o facto de nos TCB termos optado por não aumentar os títulos de transporte.”

De agora em diante, sempre que adquirir o passe dos TCB, não se esqueça de pedir factura, colocar o seu NIF  e validar posteriormente no portal e-fatura.

TCB sempre presentes no futuro da mobilidade.

Partilhe esta notícia