Agora que o Mundial chegou ao fim e a Alemanha se sagrou campeã, é altura das seleções de 45 países constituídas por mais de 3000 engenheiros se defrontarem no campo da robótica.

A RoboCup, que acontece também no Brasil entre 19 e 25 de julho, coloca em jogo robôs independentes, sem qualquer controlo humano, que devem obedecer às mesmas regras de um jogo de futebol com duas partes  de 45 minutos, penalties, faltas e cobrança de livres.

A seleção portuguesa também vai participar no RoboCup 2014, com uma equipa que foi apresentada no passado sábado 12 de julho, em Braga.

Portugal leva 45 jovens e 10 professores nas ligas júnior e 12 investigadores nas ligas sénior de futebol middle size e simulação 2D e 3D. As expectativas são altas, após o sucesso das últimas edições. Boa parte das equipas é do distrito de Braga. As equipas seniores vêm das universidades de Aveiro, Minho e Porto: “CAMBADA” compete na liga MSL e “FC Portugal” nas ligas de Simulação 2D e 3D (robôs humanoides).

A Robocup nasceu em 1997, em Nagoya, Japão, logo após Garry Kasparov ter sido derrotado pelo Deep Blue.

Para 2050, está previsto um jogo entre os craques reais do Mundial da FIFA e os robôs vencedores da Robocup.

 

 

Fernando Valente : www.buzzstop.pt

Partilhe esta notícia