Teve hoje inicio no Porto de Sines uma operação inédita com gado vivo, que contempla a exportação de cerca de 3.650 cabeças de gado bovino de proveniência essencialmente alentejana.

A operação decorre sob responsabilidade da PortSines, concessionária do Terminal Multipurpose de Sines (TMS), no cumprimento de todas as regras fitossanitárias e aduaneiras aplicáveis a esta operação especial, utilizando-se para o efeito o navio “Hostein Express”. O movimento do gado vivo no sentido da exportação demorará cerca de 48 horas, largando o navio com destino ao porto de Haifa, em Israel.

O “Hostein Express” é um navio especializado do tipo “livestock carrier”, construído no Japão e pertencente a um armador holandês “VROON – BRESKENS”, que tem 110 metros de comprimento e 20 metros de boca. A escala em Sines é agenciada pela empresa “Wilhelmsen Ships Services”, contando com “Iberolinhas Transportes, Lda” para o agenciamento da carga e com a Sitank no apoio logístico.

O TMS iniciou a sua exploração em 1992 em regime de concessão de serviço público à empresa Portsines e está vocacionado para a movimentação de granéis sólidos, carga geral e ro-ro. Dispõe de fundos até 18 metros ZH e pode receber navios até 190.000 toneladas Dwt. A sua ligação ao hinterland, que inclui a região do Alentejo e sul de Espanha, é servida por ferrovia e por rodovia.

Esta operação inédita tira partido da versatilidade do TMS e das excelentes condições para receber uma gama muito alargada de tipos de navios e de cargas. De referir que este terminal conta com uma área disponível para projetos futuros de 43.700 m2 e tem a vantagem de ter a ZALSines contígua para apoio de serviços logísticos e aduaneiros de retaguarda.

Partilhe esta notícia