A empresa Transportes Sul do Tejo, de acordo com a Comissão Executiva da União dos Sindicatos de Setúbal/CGTP-IN, foi condenada a pagar o descanso compensatório que era devido a três trabalhadores.

Em causa estão, segundo adianta a mesma fonte, “três processos individuais, que três trabalhadores interpuseram contra a TST por via do seu sindicato o STRUP, no qual obriga a TST a pagar 3 252,47€, 3 728,89€ e 3 018,17€ respectivamente a cada um dos três trabalhadores”.

A União dos Sindicatos de Setúbal / CGTP-IN, saúda os três trabalhadores que “veem reposta a legalidade e pago o que lhes era devido, e apela aos restantes trabalhadores da TST, para que continuem a sua luta, em torno das melhorias das suas condições de trabalho, pelo pagamento integral dos descansos compensatórios prestados por trabalho extraordinário”.

Partilhe esta notícia