Muitos especialistas em gestão urbana consideram que a organização de eventos e a oferta de experiências únicas, têm um impacto importante na captação de turistas nas Cidades, no desenvolvimento das economias locais e na imagem coletiva que os outros têm de um determinado local.

Tendo esta ideia como base, considero o Barreiro um palco privilegiado para o desenvolvimento deste pensamento. A proximidade da capital, que nos últimos anos tem sido a alavanca principal do turismo Nacional, as excelentes condições territoriais existentes, destaco a título de exemplo, a nossa excelente varanda sobre Lisboa, a Avenida da Praia, (um local único que muitas Cidades gostariam de poder contar no seu território), um movimento associativo vasto e dinâmico e um enorme tecido empresarial sediado na Região, constituem fatores sólidos para que possamos delinear uma estratégia conjunta que vise dinamizar o turismo no Barreiro.
Este tema é por demais importante para que não se reflita sobre ele, o Barreiro necessita de uma estratégia especialmente dedicada à organização de eventos e à criação uma oferta experiencial diferenciada, que coloque a Cidade num plano diferente. Uma estratégia capaz de promover a nossa cidade em vários pontos do ano, de alavancar o comercio local, criar emprego, atrair novos investimentos e turistas, mas acima de tudo, construir uma nova imagem.

Otto (1996, p.28), os lugares “são classificados e avaliados em todas as dimensões possíveis: onde iniciar um negócio, onde planear uma reforma, onde criar uma família, onde passar umas férias, onde realizar uma convenção ou onde realizar uma refeição. Leva-se tudo em consideração, desde a qualidade de vida até ao charme, a cultura e ao ambiente; a procura de um local onde se possa viver, investir e visitar é uma busca constante do novo e do visitante”. 
OTTO, Miguel Sousa – O Marketing das Cidades, Marketeer

Uma cidade para ser bem-sucedida tem que criar condições para o seu desenvolvimento, sustentabilidade e competitividade, encontrando uma razão de ser, um caráter, um perfil próprio, uma atratividade, diversos fatores de diferenciação e capacidade sustentada de oferta de serviços, capacidades e competências.
Cada cidade tem que ter a sua política e estratégia de afirmação e desenvolvimento para poder ter êxito no atual contexto de competição global.
No que diz respeito à atratividade e reconhecimento de uma Cidade, a organização de eventos e uma boa experiência na Cidade, são formas bastante eficazes de atrair novos visitantes, de dinamizar a economia local, criar postos de trabalho e criar novas necessidades que levarão a investimento privado a médio prazo.
O sucesso deste tipo de estratégia tem impactos diretos na memória coletiva de todos e uma capacidade única de atrair novas oportunidades e visitantes. Falamos de turismo e de tudo o que envolve esta atividade.
Posto isto, devemos também ter uma consciência muito concreta sobre a importância de uma boa comunicação e marketing que deve de existir em todos os momentos, será por aqui, que o sucesso ou o insucesso terá o seu início.
Quinta Braamcamp
Todos consideramos o potencial deste espaço muito elevado, concordamos que são terrenos privilegiados junto à zona ribeirinha do Barreiro. Mas o que fazer com eles? Habitação? mais um jardim? … será por aqui que devemos de apostar em criar um espaço de destino, não só para os barreirenses, mas também capaz de atrair visitantes/turistas em larga escala. Não teremos outra oportunidade de repensar o posicionamento da nossa Cidade se “ocuparmos” a Braamcamp com uma utilização para usufruto de fim de semana.
O pensamento e a nossa visão deverão ir um pouco mais além e encontrar uma solução que coloque este espaço no centro do desenvolvimento económico e no centro da atividade turística do Concelho.
Centro de eventos
A imagem que temos de uma cidade, em muitos casos, está diretamente ligada a grandes eventos que se realizam no local, no entanto, o dinamismo e a vivacidade estão relacionados a outros conceitos: qualidade de vida, acessibilidades, limpeza, transportes etc.
A capacidade de fazer acontecer pequenos eventos, com qualidade, com alguma regularidade entra nesta área de atuação, a ideia de que, “no Barreiro acontece sempre alguma coisa” é o objetivo a implementar na memoria coletiva de quem nos visita, de modo a podermos ter a expectativa de repetição de visitas para além de atrair novas.
Aproveitar todas as valências da cidade e projetar acontecimentos de pequena duração é a sugestão para que consigamos atingir o objectivo de com regularidade sermos visitados por pessoas de fora do nosso Concelho.
Não podemos deixar de pensar no turismo que está do outro lado do Rio, milhares de visitantes chegam diariamente ao porto de Lisboa com o objectivo de visitar e conhecer. Criar condições de atratividade suficientemente fortes para “convencer” os operadores turísticos a incluir o Barreiro no roteiro, é o desafio. Na minha opinião este objectivo poderá ser conseguido com uma amostra de eventos de curta duração com qualidade reconhecida.
Dentro do leque de iniciativas ao dispor, a cultura e o lazer devem ser o fio condutor. Desta forma seremos suficientemente abrangentes para criarmos uma marca “chapéu” onde projetamos todas as iniciativas nos mais diversos espaços da Cidade.

Impacto económico, direto, na economia local:

Definição de turista Excursionista – Visitante que não pernoita no lugar visitado
Segundo os números do INE, os gastos médios diários por excursionistas (visitantes sem dormida) é de 77,17 euros, sendo que 16,9% são gastos na rubrica Restaurantes, cafés e bares.
Com uma estratégia correta e uma organização a pensar em todo este potencial, depois de aplicado este plano estratégico com as três vertentes, Turismo de negócio, Turismo desportivo e Turismo de lazer/cultura, os números globais de retorno são muito interessantes. 
Fazendo um exercício muito simples de modo a percebermos qual a dimensão do impacto para a economia local, chegamos facilmente a valores superiores a um milhão de euros.
fonte: INE


https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_destaques&DESTAQUESdest_boui=219356060&DESTAQUESmodo=2
A importância de nos mostrarmos ao exterior como uma Cidade jovem, moderna e ativa que consiga em simultâneo atrair mais valias concretas para a nossa economia local, mais qualidade de vida a todos os barreirenses e suas famílias é por demais importante para que não haja uma estratégia pensada e organizada.

 
Rui Braga
Candidato a Vereador da Câmara Municipal do Barreiro pelo partido socialista.

Partilhe esta notícia