“Saberes e Sabores com História” é o título da publicação que reúne receitas, lendas, crenças e mezinhas que a Junta de Freguesia de Grândola e Santa Margarida da Serra apresenta ao público no dia 8 de Dezembro, pelas 11 horas, no Mercado Municipal da Vila Morena.

Associações locais irão acompanhar o lançamento do Livro “Saberes e Sabores com História” e partilhar algumas das iguarias que integram a publicação, enquanto Maria Adélia Botelho com o seu acórdão acústico irá associar-se a este momento.

O projeto “Saberes e Sabores com História”, desenvolvido há cerca de um ano, foi a base para a publicação que reúne receitas tradicionais da freguesia de Grândola e Santa Margarida da Serra, bem como lendas, crenças e mezinhas, numa tentativa de retratar modos de vida.

O livro é feito a várias mãos, entre as crianças que frequentam a Ludoteca da Junta de Freguesia, casa única e mágica, referência em Grândola como um espaço lúdico-educativo, os utentes do Lar da Santa Casa da Misericórdia de Grândola, da AISGRA (Associação de Integração Social de Grândola), da Associação de Reformados de Grândola, e de outras associações da freguesia e naturalmente toda a população, de cada lugar, de cada aldeia, promovendo e protegendo os seus produtos, saberes e sabores.

São segredos culinários, modos de cozinhar e de contar que constituem elementos essenciais da nossa cultura e tradição.

“O livro surgiu como uma necessidade e sentido de contribuir para a nossa identidade enquanto território, e acima de tudo, como uma forma de preservar aquilo que os nossos antepassados criaram e sabiam, desde as panelas de barro ou ferro onde cozinhavam os produtos que tinham “à mão”, produtos esses que a terra nos dá, aquilo que se semeava, plantava e se colhia nas hortas, mas também os animais que criavam”, diz Fátima Luzia, Presidente da Junta.

A autarca acrescenta que os verdadeiros protagonistas desta pequena “arca do conhecimento” são as pessoas, pessoas que com a força que lhes vem da alma, dos saberes acumulados, do toque, da mão da sabedoria, do tempo, e com as suas tradições e preceitos, desafiaram sempre as crianças a desvendar todos estes mistérios e toda esta magia numa partilha de saberes e sabores.”

Partilhe esta notícia