O festival Aqui Há Jazz! vai animar o Castelo de Sesimbra entre 8 e 11 de setembro.  
 
O programa deste ano conta com alguns dos melhores intérpretes nacionais deste estilo musical, entre os quais Mário Laginha, Tomás Pimentel, Edgar Caramelo, Mário Barreiros, Bárbara Lagido ou João Paulo Esteves da Silva.  
 
O espetáculo de abertura, no dia 8, está a cargo do Sexteto de Jazz de Lisboa, um dos primeiros e mais notáveis grupos de jazz portugueses formado na década de 80 por músicos de enorme talento.  

Na quinta-feira, dia 9, sobe ao palco Gonçalo Sousa Quinteto, com Gonçalo Sousa na harmónica, direção musical e composição, Cláudio Alves, na guitarra e voz, João Paulo Esteves da Silva ao piano, Mário Franco, no contrabaixo e Diogo Alexandre na bateria.  
 
Yuri Daniel, músico nascido no Brasil, vive em Portugal há vários anos onde frequentou a Escola de Jazz do Hot Clube de Portugal e colaborou com nomes como Rui Veloso, Pilar Homem de Melo, Dulce Pontes, Sérgio Godinho, José Mário Branco, Maria João, Mário Laginha ou Ivan Lins, atua no dia 10.  
 
No dia seguinte, 11 de setembro, os Cais Sodré Funk Connection apresentam um dos mais aguardados espetáculos desta edição.  
 
Para além da música, o Aqui Há Jazz! propõe também duas sessões de yoga, no dia 12, acompanhadas pelos ritmos do jazz e por conversas sobre Jazz e Outras Músicas de Portos, que acontece no Castelo e no Parque da Vila, na Quinta do Conde.  
 
Entrada gratuita mediante lotação do espaço.  
Reservas: 93 955 39 93 (de segunda a sexta-feira das 9 às 17.30h)  
animacao.cultural@cm-sesimbra.pt  
 
Nota: reserva de bilhetes é garantida até 20 minutos antes do início do espetáculo, após esse período os mesmos serão disponibilizados. 


AQUI HÁ JAZZ! 

PROGRAMA 

8 set | qua | 22h

Castelo de Sesimbra

Sexteto de Jazz de Lisboa 

Mário Laginha (piano)

Tomás Pimentel (trompete)

Ricardo Toscano (saxofone alto)

Edgar Caramelo (saxofone tenor)

Francisco Brito (contrabaixo)

Mário Barreiros (bateria)

O Sexteto de Jazz de Lisboa assegura a abertura da edição de 2021 do Aqui Há Jazz!, evento que traz à vila alguns dos grandes nomes nacionais deste género musical.  Formou-se em 1984 e afirmou-se justamente como um dos primeiros e mais notáveis grupos de jazz portugueses, profissionais “a tempo inteiro”. 

Era a primeira vez que surgia um grupo de jazz de constituição relativamente alargada e, acima de tudo, com uma frente de três instrumentos de sopro (um trompete e dois saxofones). Em 1988, publicaram o seu único álbum Ao Encontro, gravado no ano anterior. 

O repto lançado por António Curvelo e Manuel Jorge Veloso aos músicos que participaram no único disco do Sexteto para, ao fim de quase 30 anos, se reencontrarem em palco integrando o Ciclo “Histórias do Jazz em Portugal” foi entusiasticamente aceite por todos eles, com a promessa imediata de não só revisitarem criativamente o repertório do disco mas, também, de estrearem novas composições e arranjos da autoria dos seus vários membros. 

Ensombrados pelo súbito desaparecimento de Jorge Reis, os restantes músicos decidiram manter o projeto de pé, agora também como uma sentida homenagem ao seu companheiro e amigo, convidando para o seu lugar o jovem Ricardo Toscano.  

O facto de Ricardo Toscano ter sido escolhido pelos seus maiores como membro convidado do SJL diz bem da qualidade indiscutível que já irradia com tão poucos anos de atividade profissional.  

O contrabaixista Francisco Brito, certeza absoluta do jazz, integrou a formação em 2016.

9 set | qui | 22h

Castelo de Sesimbra

Gonçalo Sousa Quinteto

Gonçalo Sousa (harmónica, direção musical e composição) 

Cláudio Alves (guitarra e voz)

João Paulo Esteves da Silva (piano) 

Mário Franco (contrabaixo) 

Diogo Alexandre (bateria)

10 set | sex | 22h

Castelo de Sesimbra

Yuri Daniel | Northern Lights

Bárbara Lagido (voz)

Claudio Andrade (piano)

Yuri Daniel (baixo)

Vicky Marques (bateria)

Yuri Daniel nasceu no Brasil, em 1966, e vive em Portugal desde a década de 80. 

Frequentou a escola de jazz do Hot Clube de Portugal e colaborou com alguns dos maiores nomes da música portuguesa, como Rui Veloso, Sérgio Godinho, José Mário Branco, Amélia Muge, Maria João e Mário Laginha, entre muitos outros.  

Foi também o baixista da banda Resistência. 

Para além disso, liderou vários projetos musicais em nome próprio. 

Northern Lights é um projeto que une temas dos dois primeiros álbuns do músico, South Way, uma viagem pela forma portuguesa de ver a vida pelo lado positivo, e Ritual Dance, inspirado no livro Império à Deriva, a Corte Portuguesa do Rio de Janeiro 1808-1821, de Patrick Wilcken.

Inclui também temas que vão fazer parte do seu próximo trabalho a solo.

11 set | sáb | 22h

Castelo de Sesimbra

Cais Sodre Funk Connection 

Nascidos no coração do bairro boémio que lhes dá o nome, os Cais Sodré Funk Connection são uma banda de veteranos da música portuguesa e verdadeiros embaixadores do funk & soul.

soul power é assegurado por Francisco Rebelo no baixo, João Gomes nas teclas, David

Pessoa na guitarra, Rui Alves na bateria e a pujante secção de sopros de João Cabrita, José Raminhos e Miguel Marques. 

Conduzidos pelo inconfundível one man show Silk (Fernando Nobre), são acompanhados pela voz sensual e sedutora de Tamin (Telma Santos). 

Vestidos a rigor, sobem a palco para inflamar plateias, seja nas primeiras partes de espetáculos de Sharon Jones ou Lionel Ritchie, ou em parceria com artistas de renome, como Rickie Calloway, Paulo de Carvalho e mais recentemente Eduardo Nascimento e António Calvário no Festival da Canção 2019. 

Após 10 anos de concertos pelos mais prestigiados palcos do País, trazem na bagagem novas temáticas e canções para celebrar a vida adulta, sem perder a energia contagiante tão bem caracterizada na sua música. 

12 set | dom 

Parque da Vila, Quinta do Conde | 9h

Castelo de Sesimbra | 10.30h

Yoga com Jazz | Jazz e outras músicas de portos

Conversa informal sobre música durante um exercício de yoga.

Dinamização: Paulo Carvalho (Yoga Sesimbra)e Filipe Pessanha