Vila Nova de Santo André recebe, no dia 1 de agosto, a 3.ª etapa (num total de 5) do Campeonato Nacional de Super Enduro | Multimoto 2015, levado a cabo pela Federação Portuguesa de Motociclismo. A pista, situada no recinto dos Bombeiros Voluntários, promete ser palco de um grande espetáculo, a partir das 16h00, com a presença confirmada de alguns dos melhores pilotos nacionais e internacionais da modalidade. A organização está a cargo do Grupo Motard de Vila Nova de Santo André, com os apoios, entre outros, da Câmara Municipal de Santiago do Cacém e da Junta de Freguesia de Santo André.

Depois de Alpendorada (21 de junho) e Leiria (11 de julho), Santo André surge como o local para a realização da 3.ª etapa do Campeonato Nacional de Super Enduro. Rodrigo Cruz, da organização, explica como surgiu esta oportunidade: “fomos contactados pela Federação no mês de março, para saber se estávamos interessados em trazer até cá o Campeonato, visto ser uma modalidade relativamente recente em Portugal e sermos uma das poucas organizações que já o tínhamos feito no nosso país”.

Relembre-se que o Grupo Motard de Santo André já tinha organizado, nos anos anteriores, duas edições de provas de Enduro Cross, ambas com um significativo sucesso. “Decidimos avançar e voltar trazer um Campeonato Nacional de uma modalidade de motociclismo à nossa região e a Santo André, passados muitos anos. É um motivo de orgulho para todos nós, para os nossos patrocinadores e apoios que temos, bem como para a Câmara Municipal e para a Junta de Freguesia”, acrescentou.

Rodrigo Cruz congratula-se com a localização da pista nos bombeiros Voluntários de Santo André e com as condições que a organização encontrou. “Estaremos mais perto da população e temos mais condições ao nível da iluminação, bem como um paddock maior para os pilotos, alcatroado, com melhores condições. Temos água, temos luz. Mesmo para o público temos mais espaço. Os visitantes vão poder encontrar zonas confortáveis, à sombra, para poderem ver o evento, num ambiente descontraído. Vamos ter também jantares para servir”.

As características técnicas da pista também recebem nota positiva da organização: “a nossa pista é um pouco diferente das restantes, porque tem sempre areia. A nossa zona é muito arenosa e aproveitamos para dar esse ‘brinde’ aos pilotos, há muitos que gostam, por ser uma pista mais rápida do que é normal. Como esta corrida calha a meio do Campeonato, que é constituído por cinco provas, vamos ver se vai baralhar as contas na classificação. Vai ser interessante”.

A qualidade dos pilotos que vão marcar presença em Vila Nova de Santo André é outros dos motivos de interesse da competição. “Além dos pilotos que costumam aparecer em Santo André, como o Gonçalo Reis – que é Campeão Nacional e Campeão Europeu –, vamos ter, à partida, o Luís Oliveira, também um Campeão Nacional e que é um piloto que corre no Campeonato Mundial, e vamos ter ainda um piloto espanhol, que neste momento é 3.º classificado no Campeonato do Mundo de Enduro. Vai ser uma prova empolgante!”, sublinha o responsável. Os pilotos locais merecem igualmente destaque da organização: “contamos, como é óbvio, com os participantes aqui da região. Existe uma classe reservada para os não federados, não profissionais. Eles fazem parte da festa, contamos com eles e foi graças a eles que chegámos onde chegámos”, realça Rodrigo Cruz.

A partir das 16h00 iniciam-se os treinos livres, depois são os treinos cronometrados e as mangas de apuramento. A partir das 20h00 começam as mangas finais. Rodrigo Cruz explica a dinâmica da fase decisiva: “são três mangas para cada classe, por isso vão ser seis mangas no total. Este ano há uma particularidade: a 2.ª manga de cada classe é invertida, ou seja, no máximo alinham 16 pilotos na grelha, em que na 2.ª manga os mais lentos arrancam à frente e os mais rápidos atrás, o que torna muito mais engraçada a corrida e normalmente baralha um pouco as contas”.

A organização não esquece “as pessoas e empresas locais que nos ajudam” e espera uma boa adesão do público, “atendendo a que se trata de um Campeonato Nacional. Apelo a todos para comparecerem. Vai ser um momento bem passado”, assegura Rodrigo Cruz.

Partilhe esta notícia