As comemorações do 158.º aniversário da elevação de Setúbal a cidade, que se assinala hoje, tiveram início de manhã com a cerimónia do hastear da bandeira e uma declamação de poesia nos Paços do Concelho.

 

Após o hastear da bandeira do município nos Paços do Concelho, cerimónia protocolar que contou com a participação do Executivo municipal, do presidente da Assembleia Municipal de Setúbal, de convidados e de populares, houve um Moscatel de Honra no interior do edifício.

As comemorações prosseguiram com “Poesia da Cidade”, com cinco elementos da Casa da Poesia de Setúbal a dinamizarem um apontamento na entrada dos Paços do Concelho, com criações poéticas que versaram sobre a identidade setubalense, nomeadamente personalidades e património natural.

À tarde, o Salão Nobre dos Paços do Concelho acolheu “Conversas sobre a Cidade”, iniciativa da Uniseti – Universidade Sénior de Setúbal, com os professores Antunes Dias e Alberto Alves a partilharem com o público momentos da história local e estórias de outros tempos.

A revolução industrial setubalense, a recolha de fundos para a construção do Estádio do Bonfim e o antigo Café Central, na Praça de Bocage, foram alguns dos assuntos abordados na sessão, que decorreu em formato de entrevista conduzida por Anita Vilar e Maria do Carmo Branco.

A iniciativa de partilha de testemunhos, vivências e memórias contou com a presença do vice-presidente da autarquia, Manuel Pisco, e da vereadora Carla Guerreiro, e incluiu um apontamento musical pelo Coro do Município Afina Setúbal e um momento de confraternização.