Eis que chega mais um programa, à televisão portuguesa, para animar as noites de domingo: o Got Talent Portugal. Este programa, que parece ser um excelente espaço para descobrir novos talentos, nas mais diversas áreas (ao contrário daquela espécie de capoeira que dá na TVI). Foram várias as pessoas que tentaram a sua sorte no Got Talent Portugal. Mas, como é natural, muitas foram as que ficaram pelo caminho, sem sequer terem direito aos seus 5 minutos de fama. O Estapafúrdios do Quotidiano descobriu 3 curiosas personagens que foram rejeitadas pela produção. Ora vejamos quem são elas…

TOP 3 do Got (no) Talent Portugal…

 

1º Lugar: Betty Grasftein

Betty Grafstein – a esposa do excêntrico José Castelo Branco – quis participar no programa para revelar, de uma vez por todas, qual o seu segredo para conseguir aturar o “Conde”. Ao Estapafúrdios do Quotidiano, disse: «Hello darlings… Well, eu querer entrar no programa, because eu querer mostrar a todos os portugueses, o meu talent! Well, eu ter um talent muito especial, para aturar o meu darling José. O problem foi que a produção não me deixou entrar pois tinham afraid que eu chocasse o público português, ou que me aleijasse em palco… Just do because, o talent que eu ia mostrar envolvia um anão, um pónei, um varão e várias embalagens de Halibut. Well… Como podem ver não há razão to be afraid…»

(Hum… Com que então, um anão, um pónei, um varão e várias embalagens de Halibut?! Então não se está mesmo a ver?! O afraid era que o pónei se aleijasse… Ou então que tu fizesses uma distensão muscular, na anca, quando sorrisses para o público!)

 

2º Lugar: Gustavo Santos

Gustavo Santos, o famoso apresentador do programa: “Querido, mudei a casa!” e, recentemente, ainda mais famoso pelas suas tiradas no: “Querido achincalhei o Charlie Hebdo” (um género de palhaçada que aconteceu na página de Facebook dele) também quis entrar no Got Talent Portugal. E o talento do Guru da Auto-ajuda qual é?! Qual é?! Ora vamos lá saber… «Olá. Pois é, sabes que tu, apesar de pensares que a vida está a correr-te mal, no fundo, bem no fundo do teu ser, sabes que isso é mentira. Porquê? Porque estás vivo, e respiras! E foi isso que eu tentei mostrar no Got Talent Portugal. Mas, assim que lá cheguei, estavam lá uns parvos de uns “Je suis Charlie” que me atiraram com fruta podre na cara. Mas eu não fiquei magoado. Sabes porquê? Porque foi positivo! Quando te atiram fruta podre tu sabes que estás de bem com a vida e que os teus sonhos estão a realizar-se. Porque é sinal que as pessoas se preocupam contigo. As pessoas atiram-te fruta porque querem o teu bem, percebes? Se quisessem o mal, tinham atirado pedras. Por isso, eu afirmo: eu sou um sortudo! Porque estou de bem com a vida… e como fruta podre…»

(Ó Guru… Tu realmente és um sortudo, pá! Mas pensa assim: se te tivessem atirado com pedras, por esta altura, estarias morto. Debaixo da terra. Mas nem tudo seria mau. Serias papa para os bichinhos. Que te fariam companhia para toda a eternidade. Ou pelo menos enquanto tivesses chicha… Isso sim, seria realmente ser um sortudo! Pelo menos tinhas mais gente a gostar de ti, do que no Facebook.)

 

3º Lugar: Pedro Passos Coelho

Como não podia deixar de ser, o nosso primeiro-ministro também tentou participar no Got Talent Portugal, e também ele viu ser-lhe negada a possibilidade de participar. Pedro Passos Coelho, bastante indignado, disse-nos: «Esta cambada esquece-se de quem é que manda no País! Devem esquecer-se que a RTP pertence ao Estado! E quem é que controla o Estado? O Primeiro-ministro! E quem é que é o Primeiro-ministro?! Sou eu! Vocês vejam lá que aquela malta teve o descaramento, de me dizer na cara, que eu não sabia cantar ópera! E que o único talento que eu tinha, era o de roubar os portugueses. Esse e o de imitar um animal de estimação para a gorda Alemã fazer festas! (Ai, eu disse gorda? Ai, ai, Pedrinho… Se ela lê isto estou tramado. Ó, dona, eu queria dizer da “esbelta alemã. Sim?! WOUUFF!)»

(Ó Shô Passos, deixe lá… Já não falta muito para deixar de ser primeiro-ministro. Depois vai poder dedicar muito mais tempo a cantar ópera… ali para os lados do Camboja, está bom assim?! Obrigado…)

 

Texto escrito por: Gil Oliveira & Ricardo Espada

Visite-nos em:

http://estapafurdiosdoquotidiano.blogs.sapo.pt/

Partilhe esta notícia