Joana Mortágua, juntamente com a delegação Bloquista composta por Carlos Oliveira e Jaime Mestre da Concelhia de Palmela e o assessor Manuel Grilo, esteve em reunião com a Direção de Escola, Professores, Associação de Estudantes e Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola Secundária de Pinhal Novo (Palmela).
A deputada bloquista na A.R ouviu dos representantes da escola que foi alvo de obras de requalificação concluídas em 2015 tendo atualmente uma capacidade para 1600 alunos e 66 turmas, atualmente registam-se carências ao nível do pessoal não docente, como é exemplo o encerramento da secretaria da escola por falta assistentes técnicos em dezembro último. Verifica-se também a falta de assistentes operacionais (auxiliares) para assegurar um funcionamento eficaz e em pleno da escola.
Apesar de estar assegurado no Orçamento de Estado para 2017 a contratação de mais 300 assistentes operacionais, uma medida em que o Bloco de Esquerda se empenhou na sua exigência por uma valorização da Escola Pública na negociação com o PS e com o Governo, este número é ainda insuficiente para cobrir as carências com pessoal não docente de todas as escolas públicas do país.

No final da reunião, a Diretora Cecília Oliveira, conduziu a deputada Joana Mortágua juntamente com a restante delegação Bloquista numa visita ás instalações da Escola Secundária do Pinhal Novo.

A Comissão Coordenadora da Concelhia de Palmela BE

Partilhe esta notícia