Prevista para 19 e 20 de maio de 2017, esta mega ação de voluntariado urbano já está em preparação e, tal como em anos anteriores, será construída com a participação de todos, desde a entrega de propostas à formação de grupos de trabalho e à concretização dos projetos.

 

O dia 19 será dedicado às escolas e zonas envolventes. No dia seguinte, 20 de maio, as intervenções terão uma forte incidência no espaço público e espaços coletivos, nomeadamente do movimento associativo local.

O “Dia B” tem como Áreas de Intervenção: Arte Pública, Espaços Verdes, Sensibilização Ambiental, Intervenção em Espaços Públicos e Coletivos.

De salientar que esta abertura e destaque para a receção de ideias a implementar nos espaços coletivos visa homenagear o associativismo enquanto escola de vida coletiva, de cooperação, de solidariedade, de cultura, de autonomia, de humanismo e cidadania.

A organização do Dia B resulta de uma parceria entre o Município do Barreiro, União das Freguesias (UF) Barreiro e Lavradio; UF Alto do Seixalinho, Santo André e Verderena, UF Palhais e Coina e Junta de Freguesia Santo António da Charneca, entidades às quais se juntam dezenas de parceiros.

 

As inscrições podem ser feitas até dia 25 de abril em diab@cm-barreiro.pt, ou no site diab.cm-barreiro.pt.

 

Apresentação do Projeto a 24 de março, na Escola Conde Ferreira

A Escola Conde Ferreira que será a “casa mãe” do DIA B 2017 esteve cheia, a 24 de março, na apresentação desta VI edição do projeto de voluntariado urbano.

A Vereadora da CMB, Sofia Martins, salientou que o DIA B “é um dos projetos que envolve todos os barreirenses e ajuda a criar laços e raízes”.

Mónica Duarte, Coordenadora do Projeto fez a apresentação dos objetivos:Promover a participação e cidadania; Renovar e requalificar; Capacitar a iniciativa local; Valorizar o espaço comum; Fomentar o sentido de pertença e responsabilização pelo espaço público.

Salientou a participação das uniões/junta de freguesias, parceiros, instituições, e população neste objetivo comum. “O DIA B é um projeto que é de todos”, referiu.

Em termos de novidades para 2017, salientou a Escola Conde Ferreira como local escolhido para a logística do Dia B e preparação de materiais. “A partir de maio, faremos um apelo para preparar as ações do DIA B (separação de t-shirts, materiais necessários, misturar tintas, organizar grupos e promover o convívio)”. Referiu também que estão a ser convidados artistas a participar no DIA B nas Escolas para intervir nas entradas principais através de murais artísticos envolvendo os alunos na execução ou elaboração do projeto. “Aceitem o desafio e inscrevam-se até 17 de abril”.

Lançando a ideia “Impressão Digital Coletiva” desafiou a comunidade a juntar-se em projetos de grande dimensão nas zonas: Barreiro “Velho”, Lavradio “Velho”, Alburrica e Braamcamp, Parque da Cidade e Mata da Machada, além das propostas de recuperação de coletividades, bairros e jardins.

Referiu ainda que o DIA B tem sido uma realidade ao longo dos últimos cinco anos com o apoio do tecido empresarial local. “Esperemos continuar a contar com mais parceiros. Todo o apoio é necessário” e salientou a participação, desde a primeira edição, da empresa de comunicação ADHESIVE. Os interessados em participar como parceiros podem enviar mail para diab@cm-barreiro.pt ou consultar o site diab.cm-barreiro.pt.

 

O Presidente da Câmara Municipal do Barreiro, Carlos Humberto de Carvalho, salientou a ideia de “construção coletiva, de partilha e participação, permitindo um Concelho melhor e mais bonito” e pediu a colaboração de todos para chegarmos mais longe, a mais parceiros e mais população.

Baseando-se num comentário de uma voluntária presente na apresentação, referiu que “é preciso transformar as mãos vazias em mãos cheias”, no DIA B.

 

Fotos da edição de 2016: http://www.cm-barreiro.pt/frontoffice/pages/792?news_id=5683

 

Histórico

 

2016

  • + 6000 participantes
  • 110 ações
  • 28 escolas
  • mais de 20 coletividades/associações/IPSS
  • 25 parceiros

 

2015

  • + de 6000 Participantes;
  • O Dia B recebeu o prémio EDP/Visão “Todos Queremos Um Bairro Melhor” entre 324 projetos nacionais.

 

2014

  • 5500 Participantes;
  • 27 escolas, 80 projetos, 3000 alunos e 700 encarregados de educação intervieram no parque escolar;
  • No dia seguinte, o apelo foi dirigido para o espaço público comum com projetos a desenvolver em parques, matas e vários muros da cidade.

 

2013

  • 4500 Participantes;
  • 118 ações e 26 parceiros;
  • A proposta foi bem recebida pelas escolas do concelho e em 2013 o Dia B passou a realizar-se durante 2 dias, um dedicado às escolas e o outro ao espaço público.

 

2012

  • 1200 Participantes;
  • A avaliação final resultou na necessidade e importância de envolver a comunidade educativa.