O Hastear das Bandeiras nos quarteis dos Bombeiros Voluntários do Barreiro – Corpo de Salvação Pública e dos Bombeiros do Sul e Sueste e a Cerimónia Solene de entrega de Medalhas de Bons Serviços e Dedicação a 11 Bombeiros do Concelho realizados no passado dia 19 de maio, Dia Municipal do Bombeiro, no Largo do Mercado Municipal 1º de Maio, representaram o corolário de uma semana de comemorações iniciada a 14 de maio, com exercícios de evacuação em escolas do Concelho, seguidos de visitas aos quartéis dos bombeiros. 

Na cerimónia, o Presidente da CMB, Frederico Rosa, salientou o “orgulho” que sente por todos os bombeiros do Concelho.

Desafiou a população a aumentar o número de associados nas duas Associações humanitárias, (atualmente só 10% da população é associada). Um desafio que pretende “não só porque vamos capacitar mais a projeção de novos quadros dirigentes, mas acima de tudo porque estamos a contribuir para o aumento das receitas que as associações bem precisam para poderem ter mais meios e estarem mais capacitados a socorrer as nossas populações”.

A Autarquia, neste orçamento, “aumentou as verbas que são destinadas às duas corporações”. Contudo, adiantou que “o nosso desafio não se esgota com atribuição de verbas, mas sim fazendo investimentos na desmatação do nosso Concelho, aumentando a comunicação entre a Proteção Civil e as corporações de bombeiros, aumentando a relação e as interações que temos com as escolas. Sabemos que no movimento associativo e nas camadas mais velhas temos um longo caminho”.

Dirigindo-se aos dois comandantes referiu o orgulho que sente pelo facto de as corporações do Concelho terem Acácio Coelho e José Figueiredo no seu comando. “São um exemplo que trespassa para todos os bombeiros, aquilo que deve ser a responsabilidade a Proteção Civil e o altruísmo que todos os bombeiros devem ter. Muito obrigado pelo vosso empenho”.

 

 

No sentido de ultrapassar desafios, sublinhou o trabalho conjunto entre a Autarquia e as duas corporações porque “só assim estão ao lado da cidade para que, cada vez mais tenham meios e mais capacitação para melhor servir as nossas populações”.

Destacou, por fim, o papel das famílias dos bombeiros. “Esta rede de segurança tem um importante papel para que os bombeiros possam ter saúde física e mental para acudir a toda a gente e, nos momentos mais difíceis, também são eles que incentivam a dar o melhor de vós à sociedade. Também nós queremos assumir o lema uns falam outros fazem. Viva o Barreiro! Viva os Bombeiros Barreirenses”.

 

Na ocasião, o Comandante dos Bombeiros Voluntários do Barreiro Corpo de Salvação Pública, José Figueiredo, divulgou o trabalho realizado pelos bombeiros em 2017, num ano marcado pelos elevados danos humanos, materiais e ambientais. “Os bombeiros, no Município do Barreiro responderam a cerca de 10.363 intervenções de socorro, entre as quais se salienta o registo de 261 saídas para todo o tipo de incêndios, sendo o Barreiro velho a zona onde ocorrem mais incêndios em edifícios devolutos.  Estes números representam, para José Figueiredo, “o valioso trabalho dos bombeiros”. Um trabalho resultante do desempenho das duas equipas permanentes de intervenção, fruto de um protocolo assinado em 2017.

Terminou a intervenção, desejando que este ano, as fases de combate aos incêndios, níveis III e IV, “decorram sem incidentes”.

 

“Um dia especial para todos nós. Hoje é um dia de manifestar a nossa admiração, amizade e gratidão”. Foram as palavras proferidas pelo Comandante Bombeiros Voluntários do Sul e Sueste, Acácio Coelho e dirigidas a todos os bombeiros.

Salientou a importância da formação e do conhecimento que deve ter a população mais idosa, e também os mais jovens. “Estamos a conseguir implementar uma cultura de Proteção Civil”, referiu.

Na sua opinião, depois de 2017, “as entidades estão mais atentas a perceber que uma Proteção Civil ativa e vigilante, com o apoio das duas corporações, só beneficiará os barreirenses”. Um apoio que deve ser ‘proativo’. “A colaboração dos serviços camarários e dos bombeiros tem de ser baseada no apoio logístico, sempre que necessário, só assim teremos um serviço de qualidade, com tempo de reação curto”.

Em relação às alterações climáticas Acácio Coelho salientou que os avisos da natureza “são levados muito a sério pelos bombeiros e por isso terá de haver uma aposta na prevenção e na vigilância”.

Aos bombeiros homenageados desejou “os mais sinceros parabéns, pois conseguiram manter vivo este espírito e continuar a abraçar a vontade de servir os outros”.

 

Neste dia, o Município do Barreiro prestou uma merecida homenagem a todos os bombeiros do Concelho e atribui Medalhas de Bons Serviços e Dedicação a 11 elementos das Corporações dos Bombeiros Voluntários do Sul e Sueste e dos Bombeiros Voluntários do Barreiro – Corpo de Salvação Pública (fotos em anexo para ordem de atribuição).

 

Bombeiros Voluntários do Sul e Sueste

 

Medalha de Bons Serviços e Dedicação – 10 anos

Bombeiro de 2ª» Ricardo Miguel Marques Pimenta;

Bombeiro de 2ª» Miguel Ângelo Pinto Mendes;

Bombeiro de 2ª» Vanessa Sofia Fernandes da Costa;

Bombeiro de 2ª» Iris Alexandra dos Santos Milheiro;

Bombeiro de 3ª» Bruno Miguel Soares Stuart Torrie;

 

Medalha de Bons Serviços e Dedicação – 20 anos  

Bombeiro de 2ª» António Pedro Carvalho da Silva;

 

Medalha de Bons Serviços e Dedicação – 30 anos

Oficial Bombeiro Superior» António Manuel dos Reis;

Bombeiro de 2ª» José Alexandre Russiano Nunes;

 

Bombeiros Voluntários do Barreiro – Corpo de Salvação Pública

 

Medalha de Bons Serviços e Dedicação – 10 anos

Bombeiro de 3ª» Joana Canelas Guerreirinho;

 

Medalha de Bons Serviços e Dedicação – 20 anos

Bombeiro de 2ª» João Manuel Martins Loureiro Jesus

 

Medalha de Bons Serviços e Dedicação – 30 anos 

Auxiliar/Quadro de Honra» Sérgio Madruga Nogueira.

 

Após a cerimónia, seguiu-se o desfile motorizado e apeado das forças pelo centro da cidade.

O tradicional almoço convívio dos bombeiros, este ano no Quartel dos Bombeiros Voluntários do Sul e Sueste, encerrou este dia festivo.

 

 

Partilhe esta notícia