No próximo dia 18 de Janeiro a comunidade paroquial de Santa Maria do Barreiro celebrará mais uma vez a Festa da Dedicação da sua igreja, mas este ano com particular solenidade. De facto, foi nesse dia há 50 anos que ocorreu a cerimónia solene da Dedicação da Igreja, presidida pelo Cardeal D. Manuel Gonçalves Cerejeira, sendo pároco o P. Francisco de Jesus Graça. Para nos ajudar a dar a devida importância a este acontecimento, a Eucaristia da Dedicação será este ano presidida pelo nosso Bispo, D. José Ornelas de Carvalho, que administrará também nessa altura o Sacramento do Crisma a várias dezenas de fiéis da comunidade, a maior parte deles jovens.

O lançamento da primeira pedra da nossa igreja (que está por debaixo do altar-mor) foi em 24 de Maio de 1959 tendo a sua construção começado logo no ano seguinte. No seu espaço ainda inacabado foi celebrada pela primeira vez a Eucaristia em 4 de Junho de 1961 e a essa celebração se seguiram outros actos do culto. Porém, só em 18 de Janeiro de 1970 foi considerada concluída e tornou-se espaço sagrado mediante o solene rito da Dedicação de uma Igreja. 

Mais uma vez a comunidade paroquial de Santa Maria do Barreiro, trará para o seu hoje esse momento solene em que sobre o edifício, mas sobretudo sobre a comunidade que nele se reúne, é invocada a bênção de Deus. Como será cantado, as pedras vivas do templo do Senhor são os féis que nele se reúnem. Os sinais visíveis dessa bênção são a água baptismal com que a igreja é aspergida, o incenso que dela se eleva para os céus, a luz a iluminá-la, o santo óleo crismal com que são ungidos o altar e paredes do edifício. Não deixa por isso de ser particularmente oportuno que nela seja administrado o Sacramento do Crisma nesse mesmo momento. Mas a graça da bênção estende-se a todos os fiéis que na celebração queiram participar.

P. Rodrigo Mendes

Partilhe esta notícia