O filme ‘Moscatel de Setúbal’ (www.youtube.com/watch?v=VUt5kzBJfmw), que promove o vinho generoso da Península de Setúbal, foi duplamente distinguido no FIACULT 2014 – Festival Audiovisual de Cultura e Turismo, em Florianópolis, Brasil. O vídeo venceu o troféu ‘Cubo de Cristal’, na categoria ‘Gastronomia’, e o troféu ‘Estrela de Cristal’, um dos galardões máximos do concurso, que distingue a melhor criatividade.

A curta-metragem, promovida pelos Vinhos da Península de Setúbal e produzida pela produtora de audiovisuais Ideias com Pernas, apresenta os principais factos da história do Moscatel de Setúbal através de uma narrativa lúdica e divertida.

Esta foi a primeira edição do FIACULT, organizada pelo Fórum de Turismo e Negócios de Florianópolis, SC, que decorreu entre 29 e 30 de Setembro. Várias curtas, de diversas partes do Brasil e do mundo, mostraram a sua cultura e os seus potenciais turísticos. A selecção dos melhores filmes foi feita através de uma votação on-line aberta ao público em paralelo com um júri formado por cineastas, turismólogos e outros profissionais das áreas relacionadas.

Para Henrique Soares (Presidente da CVRPS) “Estes prémios foram mais uma feliz “coincidência” e contribuem para reforçar a boa imagem dos Vinhos da Península de Setúbal no Brasil, num ano em que estamos a intensificar a nossa presença e em que estão a decorrer diversas acções de promoção dos Vinhos da Península de Setúbal no Brasil”. Já no ano de lançamento da curta-metragem, em 2013, o filme venceu as categorias ‘Criatividade e Inovação’ e ‘Locais na História’, no Finisterra Film Art & Tourism Festival.

O filme está disponível em português e inglês, no site oficial do Moscatel de Setúbal – www.moscateldesetubal.pt, no canal Youtube da CVR Península de Setúbal e no facebook do Moscatel de Setúbal.

Sinopse do Vídeo Promocional Moscatel de Setúbal

A história do Moscatel de Setúbal é apresentada num plano contínuo por uma personagem que serve de fio condutor neste percurso. A mesma sofre alterações a nível físico (através de caracterização e guarda-roupa), de forma a recriar as diferentes épocas. O cenário também se transforma com o passar do tempo, dando lugar a acontecimentos marcantes da história do Moscatel de Setúbal.

A personagem surge na origem da casta na Península de Setúbal, representada por um comerciante fenício. Com ele faz-se uma passagem pelos diferentes países de conquista do Moscatel de Setúbal, desde a sua presença junto de Luís XIV nas festas do Palácio de Versalhes, até ao representante das mais variadas marcas de vinhos, em concursos nacionais e internacionais, culminando com o maior prémio da sua casta, o Melhor Moscatel do Mundo, em 2011.

Com base na expressão utilizada por Léon Douarche ao definir o Moscatel de Setúbal como o “Sol em garrafa”, optou-se por manter presente o elemento sol em toda a narrativa. A incidência da luz demonstra o reflexo e a importância do sol na qualidade deste vinho generoso.

 

 

 

 

Partilhe esta notícia