A partir do próximo dia 16 de Novembro e até 22 de Novembro 2021, na Biblioteca Municipal Manuel Geraldes da Silva, estará patente ao público a Exposição 75 Anos do Opus Dei em Portugal.

A exposição será inaugurada às 18:30 do dia 16 de Novembro 2021.

A Exposição consta de 14 painéis, alguns com fotografias inéditas, e de alguns objetos históricos, com que se contam os principais momentos da história desta instituição da Igreja Católica.

Em declarações ao DistritOnline , o Pe. José Rafael Espírito Santo, Vigário Regional do Opus Dei em Portugaldisse : “ Esta Exposição sobre os 75 anos da presença do Opus Dei em Portugal pretende dar a conhecer aspetos desta pequena parte da história da Igreja em Portugal e assim ajudar a interiorizar umas palavras de João Paulo II que resumem este aniversário: “lembrar com gratidão o passado, viver com paixão o presente, abrir-se com confiança ao futuro”.

É uma história de fé, de entrega, trabalho e alegria, que entre acertos e desacertos, avanços e recuos, manifesta a bondade de Deus que quis e quer estar presente na vida normal e corrente de cada um, também através deste carisma.”

Horário/Visitas Guiadas: 

— 2ª feira 14:00 – 18:00

— 3ª a 6ª feira 10:00 às 19:00

— sábado 14:00 – 18:00

A entrada é gratuita.

O Opus Dei está a celebrar 75 anos de presença em Portugal (1946-2021). Um jovem farmacêutico de 24 anos instalou-se em Coimbra no dia 5 de fevereiro de 1946. Esse começo foi antecedido por viagens de JosemariaEscrivá, fundador do Opus Dei: em 5 de fevereiro de 1945 veio pela primeira vez a Portugal. Nesse mesmo ano, voltou duas vezes e visitou os bispos de Braga, Porto, Coimbra e Leiria, para preparar o futuro.

A mensagem do Opus Dei é a mensagem da Igreja, com ênfase no despertar da consciência religiosa e cristã dos cristãos comuns que vivem os problemas do dia a dia de que, ao contrário do que às vezes pode parecer, a sua vida, aparentemente irrelevante, é grande aos olhos de Deus quando é vivida em união com Deus: “onde estiver o nosso coração, o nosso trabalho, a nossa relação com os outros, aí está também o nosso encontro com Cristo” (Escrivá).

A celebração decorre ao longo do ano com várias iniciativas e tem como objetivos dar graças pelos frutos do serviço a Deus, à Igreja e a tantas pessoas, e dar a conhecer a história destes 75 anos.

CLÁUDIO ANAIA

www.relances.blogspot.com