O poeta azeitonense Sebastião da Gama foi homenageado esta manhã, dia em que faria 94 anos, numa cerimónia evocativa que incluiu deposição de flores na estátua erigida em Vila Nogueira de Azeitão, concelho de Setúbal.

 

As presidentes da Junta de Freguesia de Azeitão, Celestina Neves, e da Associação Cultural Sebastião da Gama, Alexandrina Pereira, colocaram coroas de flores na base do monumento, localizado na Praça da República, num momento que contou, igualmente, com a presença de elementos da Câmara Municipal, dos Bombeiros Voluntários de Setúbal e da Associação Casa da Poesia de Setúbal.

A comitiva seguiu, depois, em romagem ao cemitério para uma nova evocação, com deposição de flores pela Associação Cultural Sebastião da Gama e leitura de poemas.

Ainda no âmbito das comemorações do aniversário do poeta da Arrábida, a 21, a Biblioteca de Azeitão recebe, a partir das 18h00, a cerimónia de entrega do Prémio Sebastião da Gama.

Sebastião Artur Cardoso da Gama nasceu a 10 de abril de 1924, em Vila Nogueira de Azeitão, tendo completado a licenciatura em Filologia Românica em 1947 na Faculdade de Letras de Lisboa.

“Serra-Mãe”, de 1945, foi a primeira obra do poeta editada em vida, seguindo-se “Cabo da Boa Esperança”, de 1947, e “Campo Aberto”, 1951.

No dia 7 de fevereiro de 1952, Sebastião da Gama morre, com apenas 27 anos, vítima de tuberculose renal, doença que sofria desde a adolescência.

 

Partilhe esta notícia