A Câmara Municipal de Setúbal levou alegria e esperança ao Serviço de Pediatria do Hospital São Bernardo, em visita realizada esta manhã com a distribuição de presentes por todas as crianças e jovens em internamento.

A iniciativa Natal Solidário, dinamizada pela autarquia, proporcionou uma manhã diferente aos mais novos que se encontram em tratamento naquele serviço hospitalar. Hoje, estavam treze no Hospital de Dia e dezoito internados no Serviço de Pediatria. Têm entre 29 dias e 17 anos de idade.

Na sala lúdica daquele serviço, a animação para as crianças que estavam no Hospital de Dia chegou pela música de Jorge Nice, que interpretou um conjunto de temas infantojuvenis, e pela animadora Zingarela, que distribuiu balões moldados e pinturas faciais pela pequenada.

Tiago, de 8 anos, foi o primeiro a receber uma prenda do vereador com o pelouro da Saúde na autarquia, Ricardo Oliveira. À pergunta do autarca sobre o que tinha pedido este ano ao Pai Natal, exclamou: “Uma Playstation 4!” Não recebeu a consola de videojogos, mas o brinquedo deixou-o feliz.

Um carro telecomandado deixou David, de 3 anos, em puro êxtase. “Uaauuuuu. Que fixe mãe”, soltou a criança, ao colo da progenitora, enquanto terminava de rasgar o papel de embrulho do presente, um dos muitos distribuídos ao longo da manhã no Serviço de Pediatria.

As ofertas, brinquedos diversos e artigos de puericultura, foram angariadas graças “ao apoio mecenático das farmácias da cidade” que se associaram ao município nesta iniciativa, “um gesto que também agradece o empenho dos profissionais do Serviço Nacional de Saúde”, adiantou o vereador Ricardo Oliveira.

Da sala lúdica, o Natal Solidário foi a todos os quartos ocupados daquele serviço, com a presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Maria das Dores Meira, a distribuir presentes aos mais novos e a partilhar, junto dos familiares, mensagens de apoio e esperança naquele momento delicado.

“São pequenos gestos que fazem grandes sorrisos”, afirmou a autarca sobre a iniciativa do município, que, ano após ano, mais do que presentes, “partilha afetos, carinho, alegria e esperança” com aqueles que, por motivos de saúde, se veem obrigados a passar esta quadra festiva em meio hospitalar.

É o caso da pequena Joana, de apenas 22 meses, internada para efeitos de realização de um exame cardíaco. A timidez desaparece ao receber o presente. A mãe ajuda-a a desembrulhar. É um peluche. Sem demoras e aos pulos, pede para o tirar da caixa. “Quero, quero!”

Já Pedro, 7 anos, tem um braço partido mas vai ter alta em breve. Numa breve conversa, Maria das Dores Meira pergunta à criança o que quer ser quando for grande. “Presidente da Câmara Municipal de Palmela.” A resposta surpreendeu a autarca, que o encoraja no objetivo. E acrescentou. “Olha que dá muito trabalho.”

Na visita, com acompanhamento, entre outros, da diretora do Serviço de Pediatria, Isabel Raminhos, e do presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar de Setúbal, Manuel Roque, nem todas as crianças puderam conviver com os autarcas por se encontrarem em isolamento.

Ao Serviço de Pediatria do Hospital São Bernardo, a iniciativa Natal Solidária promovida pela Câmara Municipal de Setúbal levou uma nova cadeira articulada, uma resposta direta, destacou a presidente da autarquia, “a uma das necessidades deste serviço do Hospital de São Bernardo”.

CMS