A Polícia Judiciária, através da Diretoria de Lisboa e Vale do Tejo, desencadeou uma operação policial de caráter internacional em colaboração direta com as autoridades brasileiras, a qual teve como objetivo o desmantelamento duma organização criminosa que se dedicava à distribuição ilegítima de sinal de televisão por satélite, cujo modus operandi se designa por “cardsharing”.

Todo o material informático que servia de base à atividade ilícita (servidores, caixas de receção e outros ativos de rede) foi apreendido nas diversas diligências realizadas.

A operação foi levada a cabo simultaneamente com uma ação das autoridades brasileiras naquele país, as quais procederam à detenção de vários suspeitos pela prática deste crime, sendo que um deles possui nacionalidade portuguesa.

A Polícia Judiciária relembra que este tipo de atividade, para além de ilícita, atinge a economia nacional e prejudica a exploração e sustentação financeira do negócio nesta área específica de mercado.

No nosso País, foi constituída, ainda, como arguida, uma pessoa ligada à gestão da rede de distribuição em causa, a qual servia mais de dez mil clientes, entre Portugal, Brasil e outros países da Europa.

A investigação prossegue, no sentido de apurar toda a natureza e extensão da atividade criminosa.