O PSD, que recentemente esteve presente na acção de protesto organizada pela comissão de utentes dos transportes públicos do Montijo, diz que a autarquia tem tido uma atitude “passiva e incapaz” relativamente aos problemas que têm sido associados aos Transportes Sul do Tejo no concelho, nomeadamente o mau funcionamento dos mesmos, desarticulados com a necessidade das pessoas e onde os horários não são cumpridos.

“Os serviços dos TST não prestam um serviço capaz e digno aos utentes.O serviço é caro, moroso, desarticulado com as necessidades das pessoas, com autocarros velhos e sujos, os horários não são respeitados, não há consideração pelo transporte de deficientes”, assinalam os social-democratas.

O PSD local aponta o dedo à Câmara Municipal, que delegou as suas competências na Área Metropolitana de Lisboa este ano, tendo deixado este assunto “bastante relevante para as populações para trás, não fiscalizando sequer o cumprimento do protocolo firmado com a AML e o contrato de concessão”, acrescenta.

Por sua vez,”a CDU que em comum gere e domina com o PS a Área Metropolitana de Lisboa protesta no Montijo mas, simultaneamente, na AML nada faz para defender os interesses das populações. A CDU tem duas caras”, sublinham os social-democratas.

Partilhe esta notícia