Os deputados do PSD do Distrito de Setúbal consideram que a Base Aérea n.º 6 do Montijo reúne todos as condições para receber voos comerciais, podendo acolher assim uma infraestrutura complementar ao aeroporto da Portela, sendo esta a hipótese que melhor serve o interesse do país e da região.

Em reunião com o presidente do Conselho de Administração da ANA, realizada hoje, os social-democratas foram informados de que a construção de um aeroporto complementar no Montijo seria uma solução muito interessante do ponto de vista turístico, sendo esta opção a mais interessante e mais vantajosa para o país.

“A ANA partilha da nossa opinião, de que a opção mais indicada seria o Montijo, tendo em conta a sua localização e a sua compatibilização, pois aumentaria a capacidade do aeroporto de Lisboa, permitindo que este continuasse na capital, com custos muito reduzidos face à construção de novas infraestruturas”, explica Maria das Mercês Borges.

A deputada do PSD defende que este é um projeto que deve “avançar o quanto antes”.

A social-democrata diz ainda que a implantação de um aeroporto complementar permite atrair o investimento de empresas e de outras entidades, gerando a criação de postos de trabalho na região.

“É bom ver que o presidente da Câmara do Montijo já mudou de opinião em relação a esta hipótese, juntando-se agora ao PSD na defesa do aeroporto complementar na Base Aérea n.º 6”, acrescenta.

Importa ainda referir que o PSD do Distrito de Setúbal tem vindo a defender ao longo dos últimos anos esta solução, tendo inclusivamente visitado em Março de 2012, a Base Aérea n.º 6, em Março de 2012, tendo dois meses depois realizado um debate com vários especialistas onde era defendido que o Montijo era a melhor localização para um aeroporto complementar.

Partilhe esta notícia