O plantel do Vitória Futebol Clube que na última época disputou o Campeonato de Portugal foi, ao final desta manhã, recebido pela Câmara Municipal de Setúbal numa ação de reconhecimento do esforço e dedicação demonstrados.

Apesar de o Vitória não ter conseguido a subida à II Liga, a presidente do município, Maria das Dores Meira, exaltou o percurso desportivo do clube, que venceu a série H do Campeonato de Portugal e terminou a época no terceiro lugar na zona Sul da fase de acesso à divisão superior.

“Quem veste a camisola do Vitória veste a camisola de Setúbal. A cidade orgulha-se de todos vocês, jogadores, equipa técnica e dirigentes. Faltou pouco, muito pouco mesmo, para alcançar o tão desejado objetivo de disputar a II Liga”, afirmou, na receção, realizada na Casa da Baía.

A autarca não tem dúvidas da qualidade dos sadinos. “Vocês são uma equipa de primeira divisão. Foram vencedores incansáveis para conseguirem chegar ao fim depois de tantos momentos difíceis.”

A presidente do município, acompanhada do vereador com o pelouro do Desporto na Câmara Municipal de Setúbal, Pedro Pina, assinalou, igualmente, “a entrega e a dedicação demonstrados num ano particularmente difícil, com salários em atraso e renegociações de contratos, agravado pela pandemia de covid-19”.

Um reconhecimento pelo mérito desportivo, alargado à atual gestão da direção do Vitória Futebol Clube, presidida por Carlos Silva. “Com um trabalho sério, honesto e abnegado, não deixaram cair, definitivamente, o nome do Vitória Futebol Clube, o Vitória que não é grande, é enorme!”

As palavras da autarca encheram de orgulho a equipa e levaram a um brinde com moscatel de Setúbal, liderado pelos capitães José Semedo, Zequinha, Nuno Pinto e Mano, que exaltaram em uníssono. “Obrigado à senhora presidente da Câmara Municipal de Setúbal.”

Na receção, seguida de um almoço na Casa da Baía, o plantel sadino foi agraciado com ofertas da Câmara Municipal de Setúbal alusivas ao município, gesto retribuído com a oferta de camisolas autografadas à presidente Maria das Dores Meira e ao vereador Pedro Pina.

O emblema sadino, que na época desportiva 2021/2022 vai disputar a Liga 3, viu recentemente atribuída a licença para participação naquela competição, depois de cumpridos os critérios previstos no Regulamento de Licenciamento de Clubes para as Competições da Federação Portuguesa de Futebol.