A sala multiusos da Junta de Freguesia de São Sebastião (JFSS) já se torna exígua para acomodar as cerca de trinta participantes do Espaço Partilha, atelier de partilha de saberes, atualmente focado nos trabalhos de artesanato. Neste atelier, “somos todas professoras umas das outras e alunas em simultâneo. Cada uma ensina o que sabe e todas aprendemos”, explica Júlia Calixto, orientadora da atividade direcionada aos seniores da Freguesia.

A pensar na população mais idosa de São Sebastião, a Junta de Freguesia tem promovido, no âmbito do projeto “Sénior Tradições”, um vasto conjunto de atividades, com o objetivo principal de fomentar o envelhecimento ativo e melhorar a qualidade de vida dos seniores, ocupando os seus tempos livres e evitando o sedentarismo e o isolamento.

Dada a afluência e interesse demostrado, particularmente na atividade de Costura Criativa, foi criado o Espaço Partilha onde, duas vezes por semana (2ª e 3ª feiras), três dezenas de senhoras da terceira idade aprendem e ensinam de tudo um pouco: costura, pintura em tecido, crochet, malha e outras artes. Os trabalhos realizados têm sempre em conta as datas comemorativas, com alusões a diversas quadras, como por exemplo, aos santos populares (manjericos e enfeites), Páscoa (saquinhos para pôr amêndoas), Carnaval (máscaras), Natal (sacos bordados para ofertas) e outras datas como a Revolução dos Cravos e o Dia da Mulher.

Pretende-se assim valorizar as capacidades, competências, saberes e cultura dos idosos, aumentando a sua autoestima e autoconfiança, bem como dar continuidade a uma tradição familiar, experiências e práticas entre as gerações. Com este desígnio em mente, realiza-se no próximo dia 8 de novembro, uma visita de crianças ao Espaço Partilha. “Gostava de ensinar aos mais novos, mas é pena que não queiram aprender a fazer estas coisas. Tenho uma neta com 21 anos que não liga nada a isto”, desabafa Emília Mano enquanto borda, a ponto cheio, uma toalha.

O combate à solidão e isolamento dos seniores é outra das vertentes deste projeto. “Vim para aqui para me distrair e este convívio e aprendizagem tem-me ajudado a ultrapassar o falecimento da minha filha”, confidencia, emocionada, a septuagenária Maria Arlete.

Os benefícios destas atividades também se fazem sentir na melhoria da saúde dos utentes. “Assim já não preciso de comprimidos para dormir e já não como tanto durante a noite, estou mais magra!”, afiança Helena Rebelo, de 63 anos. Reformada por invalidez desde os 47, esta sénior tem aproveitado ao máximo as atividades proporcionadas pela JFSS. Além do Espaço Partilha e Costura Criativa, participa também nas sessões de Yoga do Riso, Pintura e Informática.