A Câmara Municipal de Sines, através da sua Biblioteca Municipal, assinala o Dia em Memória das Vítimas do Holocausto, 27 de janeiro, com uma exposição dedicada à figura de Aristides de Sousa Mendes.

O dia 27 de janeiro – em Memória das Vítimas do Holocausto – tem sido, desde 2010, marcado pela Biblioteca Municipal de Sines. Em 2015, o propósito mantém-se: procurar manter viva a aprendizagem fruto do estudo do Holocausto e tentar procurar lições de entrega, superação e humanismo.

Este ano a figura é particularmente importante: Aristides de Sousa Mendes, um diplomata português que, contra os ditames de Salazar, quebrou as regras que lhe foram impostas e assinou milhares de vistos que permitiram, a outros tantos milhares de pessoas, fugirem aos horrores da II Guerra Mundial. O ato custou-lhe a carreira e, em consequência, um final de vida de grandes carências. Mas, a justeza do seu ato foi, é e será reconhecida por muitos.

De 27 de janeiro a 13 de fevereiro a Biblioteca Municipal exibirá uma exposição dedicada à vida de Aristides de Sousa Mendes, produzida pela Câmara Municipal de Sines e com o apoio da Sousa Mendes Foundation, do Museu Virtual Aristides de Sousa Mendes e de Inês Faro, jornalista e coargumentista do site “Os nove dias de Sousa Mendes”.

O público em geral pode visitar a exposição no horário da Biblioteca Municipal (terça a sexta-feira das 10h00 às 20h00; sábados e segundas-feiras, das 14h00 às 20h00).

Realizam-se visitas guiadas à exposição para a população escolar e uma palestra para alunos do secundário pela responsável pelo Museu Virtual Aristides de Sousa Mendes – Arq.ª Luísa Pacheco Marques (em data a definir).

Os conteúdos da exposição, em português e inglês, ficarão disponíveis no site do Centro de Artes de Sines (www.centrodeartesdesines.pt) para utilização por todos os interessados.

Partilhe esta notícia