Os Serviços Municipalizados de Água e Saneamento do Montijo (SMAS Montijo) terminaram o ano de 2016 com um resultado líquido do exercício positivo de 116 454,47 euros. A prestação de contas dos SMAS Montijo foi aprovada na reunião de câmara de 12 de abril, com os votos a favor do PS e as abstenções do PSD e da CDU.

Pelo segundo ano consecutivo, o resultado líquido do exercício é positivo, num incremento superior a 62 mil euros face ao resultado alcançado em 2015.

As contas dos SMAS Montijo apresentam uma taxa de realização orçamental de 99 por cento na receita e de 94 por cento na despesa, representando em termos absolutos uma receita de 5 996 860,97 euros e uma despesa de 5 744 362,54 euros.

O valor pago às Água de Lisboa e Vale do Tejo (antiga SIMARSUL) foi de 2 450 564,72 euros e representa 45 por cento das despesas correntes.

As despesas de capital atingiram os 261 395,68 euros (82 por cento de taxa de execução). Entre os investimentos executados, no saneamento destaca-se a remodelação do coletor de águas residuais domésticas da Av.ª Luís de Camões. Na distribuição em baixa de água evidencia-se a ampliação da rede de abastecimento em Canha, que permitiu o acesso à água de abastecimento público em zonas rurais ainda não abrangidas.

 

 

Partilhe esta notícia