Estudo de Impacto Ambiental Terminal Contentores – Vereador Rui Lopo reitera “A fase 2 nos moldes em que aqui é apresentada, é liminarmente rejeitada pela Câmara Municipal do Barreiro em concordância com o Governo”

Rui Lopo, vereador do Planeamento na Câmara Municipal do Barreiro, respondeu ontem aos jornalistas que questionaram, a propósito da divulgação dos desenhos do projecto,do que poderia ser a fase 2 do projecto do terminal dos contentores no Barreiro. A divulgação destas imagem levantou algumas preocupações ao nível do impacto paisagístico e no concerne à limitação da vista sobre o tejo que seria posta em causa, caso esta fase 2 fosse implementada, dado que a informação que foi sempre veiculada é que o terminal se estendia no limite até ao Clube de Vela do Barreiro, sendo que nas imagens agora apresentadas e com a implementação da fase 2, o terminal iria estender-se até à Piscina Municipal do Barreiro.

Rui Lopo, foi peremptório ao afirmar que “o que está previsto no Estudo de Impacto Ambiental, para a fase 2, nós rejeitamos e para nós não é negociável que o Terminal, na primeira fase vá para além da zona do Clube da Vela, para nós a segunda fase deverá ir para nascente e não para poente, é isso que vamos defender no âmbito do Estudo de Impacto Ambiental”, salientando que esta é uma ideia partilhada com o actual Governo. Ainda realçou que a propósito da ” 2ª fase do projecto está prevista para o ano de 2050, e o nós defendemos é que deverá ser construída para nascente e não para a zona da Avenida da Praia ”, ressalvando que “a sua construção está dependente da natural evolução e necessidades que advenham da actividade portuária até então”.

Rui Lopo, confidenciou quer por outro lado a ideia que está em cima da mesa será o prolongamento da avenida da praia até ao ponto mais a norte da primeira fase, onde será feito um corredor verde com equipamentos de lazer que levará os transeuntes até ao que servirá de miradouro para contemplação do rio e sua vista sobre lisboa na sua plenitude, esta será uma zona que terá como objectivo manter a grande ligação que as pessoas têm ao rio.