A Intervir.Com – Associação de Promoção da Saúde, Desenvolvimento Social e Cultural viu, no início do mês de dezembro, a aprovação pela Secretaria de Estado dos Assuntos Parlamentares e da Igualdade da continuidade do projeto (des)Igualdades para os anos 2014/2015.

Este projeto integra-se numa das áreas estratégicas de intervenção do V Plano Nacional de Prevenção e Combate à Violência Doméstica e de Género, que visa proteger as vítimas e promover a sua integração, tendo como objetivo, entre outros, prevenir a revitimização, procurando consolidar o sistema de segurança e de proteção de vítimas de violência doméstica e melhorar o acesso aos serviços por parte das vítimas.

Integrado numa estratégia de prevenção e proteção de vítimas que prevê assegurar uma cobertura nacional ao nível do atendimento e acolhimento, o projeto (des)Igualdades continuará a atuar nos concelhos de Santiago do Cacém, Sines, Grândola e Alcácer do Sal.

Nesta nova aprovação, o projeto (des)Igualdades disponibiliza gratuitamente apoio social, jurídico e psicológico a vítimas de violência doméstica e menores a cargo, bem como contempla a realização de ações de informação e formação a nível local, no âmbito da Violência Doméstica, junto de públicos estratégicos.

Apesar de sedeado em Vila Nova de Santo André, os atendimentos poderão ser itinerantes sempre que se revele pertinente, de forma a responder às necessidades da população com maiores dificuldades económico-sociais.

Desde o seu início em 2012, foram acompanhados nas diversas valências do projeto 72 casos até final do ano de 2014, provenientes dos quatro concelhos do Litoral Alentejano, sendo a grande maioria mulheres vítimas de violência doméstica e filhos menores.

Partilhe esta notícia