“Uma gaivota voava, voava,
Asas de vento,
Coração de mar.
Como ela, somos livres,
Somos livres de voar.” 

44 anos do 25 de Abril. 44 anos de construção da Democracia.

O 25 de Abril é um marco fundamental da nossa história. A porta para a Democracia e Liberdade foi, nesse dia, definitivamente aberto. Gosto muito da Liberdade. Não alinho em saudosismos bacocos, nem em donos do regime. Não suporto revisionismos históricos de qualquer quadrante. 

A Liberdade não tem dono, nem cor, nem pai. A Liberdade não é de Esquerda, nem de Direita. A Liberdade é de todos nós e saibamos sempre honrá-la, com amor. Abril abriu um caminho que nos trouxe para a Liberdade que Novembro confirmou.

A minha Geração não viveu o 25 de Abril, nem o período quente que se seguiu. Vivemos sempre em Liberdade, prezámos sempre do conforto da Democracia. Mas se a luta pela Democracia está terminada, ainda há um longo caminho a percorrer pela plena Liberdade. 

Ainda vivemos num Estado que nos limita, fruto de um paternalismo que a minha Geração não quer, não precisa e nunca pediu. Um Estado que nos sufoca com burocracia, taxas e incertezas. Que não permite escolher a Escola onde queremos estudar, dificulta quem quer criar o seu próprio emprego, cobra impostos que não compreendemos e limita as opções que queremos tomar. Onde a justiça e a administração pública são lentas e muitas vezes ineficazes.

O Estado não é dono da nossa vida, nem decide o caminho que queremos percorrer. Esta deve ser a luta da nossa Geração. A Geração que quer voar. 

Completamente Livres.

Hélder Leal Rodrigues

Presidente da JP Barreiro

Partilhe esta notícia