O concelho de Palmela recebeu a reunião de arranque do projeto internacional “YMI – Young Mediators for Inclusion” (Jovens Mediadores para a Inclusão), que pretende testar, em três países europeus, uma nova metodologia de inclusão de crianças e jovens com autismo.

O encontro, promovido pela Inovar Autismo – Associação de Cidadania e Inclusão (que coordena o projeto), juntou, nas instalações da ADREPES – Associação para o Desenvolvimento Rural da Península de Setúbal, em Quinta do Anjo, cerca de duas dezenas de participantes, em representação dos vários parceiros. Para além da Inovar Autismo, o “YMI” envolve também a Autismo Burgos (Espanha), a Associazione Diversamente Onlus (Itália), a Intermediakt (Grécia),  a Autisme Europe (Bélgica) e o ISCTE-IUL – Instituto Universitário de Lisboa (responsável pela avaliação do impacto social do projeto).

Financiado pelo Programa “Erasmus +”, o “YMI” tem como objetivo conceber e testar em Portugal, Espanha e Itália uma metodologia inovadora/piloto para incluir crianças e jovens com autismo em clubes desportivos, ATLs, associações culturais e recreativas, atividades promovidas por autarquias, entre outras, em igualdade de circunstâncias com as outras crianças, através do acompanhamento técnico das/os mediadoras/es para a inclusão. 

Para tal, vai formar jovens mediadoras/es para a inclusão, técnicas/os e outras/os funcionárias/os em todas as entidades da comunidade parceiras. Os cursos vão ser implementados apenas nestes três países e os restantes parceiros vão participar noutras fases do projeto, nomeadamente, na construção do currículo dos cursos.

Outro objetivo é criar um guia europeu de boas práticas para a inclusão de crianças e jovens com autismo.

Esta reunião foi o “pontapé de saída” do projeto, pretendendo-se que, após este encontro, as associações desenvolvam, nas suas áreas de abrangência, esta nova metodologia.

Criada em 2016, a Inovar Autismo conta com cerca de 160 associados e integra o Conselho Local de Ação Social de Palmela. Em novembro do ano passado, a Câmara Municipal de Palmela e a Inovar Autismo assinaram um Contrato de Comodato, para que a Associação possa utilizar uma área da antiga Escola de Arraiados, em Pinhal Novo, como sede e para a criação do CIDI – Centro de Inovação e Desenvolvimento para a Inclusão.

Partilhe esta notícia