A Câmara Municipal do Barreiro (CMB) e a Baía do Tejo (BT) uniram-se no lançamento de um Programa de Empreendedorismo Jovem e do Prémio Alfredo da Silva. Ao final da tarde de segunda-feira, 16 de abril, realizou-se, no Auditório do Museu Industrial da BT, uma sessão que marca o início do Programa, com a formalização da parceria, tendo sido, simultaneamente, apresentados os fundamentos que contribuirão, conforme referiu o Presidente da CMB, para criar no Barreiro um “ecossistema” para acolher projetos.

 

Além do Presidente da CMB, Frederico Rosa, esta iniciativa contou com a presença do Presidente do Conselho de Administração (CA) da BT, Jacinto Pereira, do Vereador com a área da Juventude, Bruno Vitorino, do Vogal do CA da BT, Sérgio Saraiva, e da artista Ana Silva, CEO da Hoffdot, que partilhou com os presentes a sua experiência enquanto empreendedora.

O empreendedorismo é uma área, não sendo a única, que pode contribuir para a dinamização da economia, defendeu o Vereador da CMB responsável pelo pelouro da Juventude. “Criar uma cultura empresarial”, segundo Bruno Vitorino, “é um eixo”, sublinhando a importância de os jovens “encararem o empreendedorismo como uma possibilidade de futuro”.

Mais importante do que criar empresas “é fundamental criar projetos” e que o Barreiro tenha “capacidade de atração”, que os cidadãos possam ver o Barreiro como uma “possibilidade”. O empreendedorismo “não é, de todo, a criação de empresas”, é, antes, “uma competência”, “a capacidade que temos de resolver problemas”, disse o Presidente da CMB.

“Este projeto tem tudo que ver com aquilo que tem sido a estratégia da BT”. Salientando os números otimistas da empresa de gestão territorial e parques empresariais, o Presidente do CA da BT sublinhou três aspetos que, na sua opinião, tomam particular importância com a promoção do Programa/Prémio. As “pontes” entre o desenvolvimento económico e a educação; e entre o desenvolvimento económico e a História – recordando Alfredo da Silva como “um dos maiores empreendedores que o País já viu –; e deixou um desafio: a “valorização”, de forma particular, dos projetos que relacionam a atividade económica/empreendedorismo e a cultura/produção artística.

A primeira intervenção da tarde foi de Ana Silva, CEO da Hoffdot, marca de roupa biológica, que partilhou com os presentes a sua experiência e o retorno enquanto empreendedora. “Resiliência” é o mais importante, referiu a artista barreirense – um “nome” da 15ena da Juventude do Barreiro –, recordando a sua participação no Programa de âmbito nacional do IPDJ “Empreende Já”, que, entre muitos candidatos, lhe permitiu formação na área, trouxe o reconhecimento do seu trabalho e um prémio de 10 mil euros.

O Programa Empreendedorismo Jovem e o Prémio Alfredo da Silva são duas realidades a iniciar no próximo ano letivo. Neste primeiro ano, o Programa estará reservado a jovens estudantes do Ensino Secundário do Barreiro e terá duas fases: a primeira, de formação para o empreendedorismo e apoio aos projetos e, a segunda, que compreende o Concurso de Ideias para apurar o vencedor final. De momento o programa está em elaboração.

Durante a sessão foi assinado pelos presidentes da CMB e da BT um Acordo de Vontades que formaliza a parceria entre as duas entidades.

 

Partilhe esta notícia