O Festival de Teatro do Seixal começa dia 14 de novembro e decorre até ao dia 13 de dezembro, com espetáculos – na sua maioria de entrada livre – em exibição em várias salas do concelho. Este é, sem dúvida, uma oportunidade para conhecer o trabalho realizado pelas companhias locais e assistir a novas propostas de outros grupos do País.

A edição deste ano arranca com a peça «Marx na Baixa», protagonizada pelo ator André Levy, que vai a cena no palco do Auditório Municipal – Fórum Cultural do Seixal, dia 14 de novembro, sexta-feira, pelas 21h30 horas. Um espetáculo à volta deste filósofo alemão que marcou a narrativa histórica do século XX, num animado monólogo onde partilha detalhes da sua vida íntima e comenta os grandes acontecimentos históricos da sua época. O texto revela uma crítica às hipocrisias e injustiças dos nossos tempos, numa fotografia vívida e apaixonante de Marx, que representa a voz de uma humanidade insubmissa perante a iniquidade, e que, apesar de tudo, nunca perde a esperança num mundo mais justo.

 

Consulte o programa completo:

 

Dia 14 de novembro, 21h30

Marx na Baixa

Com André Levy

Encenação: Mafalda Santos

M/12 anos

Auditório Municipal – Fórum Cultural do Seixal

Ingresso: 8 euros *

Um espetáculo à volta deste filósofo alemão que marcou a narrativa histórica do século XX, num animado monólogo onde partilha detalhes da sua vida íntima e comenta os grandes acontecimentos históricos da sua época.

Dia 22 de novembro, 21h30

Estrelas de Seis Pontas

Teatro de Animação de Setúbal

Interpretação: José Nobre

Encenação: Carlos Curto

M/12 anos

Sociedade Filarmónica União Arrentelense

A partir do romance de Manuel Tiago, pseudónimo de Álvaro Cunhal, o espetáculo apresenta um preso político convive e abraça os anseios e as lutas de muitos outros presidiários.

Dia 28 de novembro, 21h

Confissões

Companhia Almagesto

Encenação: Mina Leal

M/12 anos

Escola Básica de Vale de Milhaços

São 87 confissões curtas, secas e diretas, por vezes muito violentas, outras com uma certa beleza poética e galhofeira, feitas por quem praticou um crime contra a vida de alguém.

Dia 29 de novembro, 21h30

Olhá Crise

Grupo Cénico José Viana

M/12 anos

Sociedade Filarmónica União Seixalense

Um espetáculo de teatro de revista  que olha para a atual situação política de forma mordaz e sarcástica.

Dia 4 de dezembro, 21h30

Corpo-Mercadoria

Coprodução Musgo, Produção Cultural, Animateatro e Utopia Teatro

M/16 anos

Espaço Animateatro

O tráfico de seres humanos e a escravidão moderna é o ponto de partida para uma peça que aborda o esvaziamento de valores na sociedade contemporânea e a desvalorização do corpo.

Dia 5 de dezembro, 21h30

Amor Ainda Existe?

Grupo de Teatro Trabalhadores de Sonhos, Projeto Ficções

Com Anabela Pires

Autoria e encenação: Paula Perdigão

M/12 anos

Sociedade Filarmónica Operária Amorense

Os amores e desamores de um casal são o mote para uma divertida comédia.

Dia 6 de dezembro, 21h30

Itália-Brasil, 3 – 2

O Grito

De Davide Enia

M/12 anos

Cinema S. Vicente

Ingresso: 3 euros *

A narração deste jogo é realizada em duas perspetivas complementares e difere profundamente de um relato televisivo ou radiofónico. O público poderá reviver intensamente este jogo mítico e observar os telespectadores da época, personificados na família do narrador.

7 de dezembro, 21h30

O Recado

APCAS – Associação de Paralisia Cerebral de Almada e Seixal

Encenadores: Marques D’arede e Luzía Paramés

Sociedade Filarmónica Timbre Seixalense

12 de dezembro, 21h30

Depois de Darwin

Teatro Extremo

Coordenação: Fernando Jorge Lopes

Encenação: Ana Nave

Interpretação: Bibi Gomes, Fernando Jorge Lopes, Francisca Lima, João Dacosta, Rui Cerveira

M/12 anos

Clube Recreativo da Cruz de Pau

Dois atores e uma encenadora desempregados decidem arriscar num projeto comum: estrear um espetáculo sobre a jornada científica à volta do mundo realizada por Charles Darwin, na qual fez pesquisas que serviram de base ao livro A Origem das Espécies, e a sua relação com o comandante do navio Beagle.

Partilhe esta notícia