Parlamento dos Jovens: distrital – sessão de abertura (com fotos)

As alterações climáticas centram atenções na sessão do círculo eleitoral de Setúbal do Parlamento dos Jovens, com mais de meia centena de estudantes a debater, ao longo do dia de hoje, na Casa do Largo, soluções para reverter o aquecimento global.

Na sessão de abertura do encontro, o vereador da Juventude da Câmara Municipal de Setúbal, Pedro Pina, sublinhou a importância do debate sobre o impacte “desastroso”das alterações climáticas. 

“Creio que o tema é político”, destacou o autarca, para depois acrescentar que muito daquilo que hoje é conhecido pode estar em causa. “Alguns dos hábitos que temos podem ser profundamente alterados num curto espaço de tempo.

Pedro Pina defendeu que a transformação e o desenvolvimento das sociedades começam agora. “Vocês não são o futuro. Vocês são o presente. O contributo de hoje é importante para decidir o hoje e não o amanhã.”

Responsabilidades e comportamentos que devem ser repensados para reverter o aquecimento global são ideias em reflexão na sessão do círculo eleitoral de Setúbal do Parlamento dos Jovens, programa da Assembleia da República organizado em colaboração com o Ministério da Educação e o Instituto Português do Desporto e da Juventude.

Ao longo do dia de hoje, 51 estudantes de 16 estabelecimentos de ensino estão na sessão regional do ensino secundário do Parlamento dos Jovens. A iniciativa, que procura despertar nos mais novos o gosto pela política, é este ano dedicada ao tema “Alterações Climáticas – Reverter o Aquecimento Global”.

Desde o início do ano letivo, mais de quatro centenas de escolas nacionais e estabelecimentos de ensino portugueses sediados fora do país debateram o tema e escolheram os seus representantes. 

O deputado do PS na Assembleia da República Ivan da Costa Gonçalves, convidado na sessão do círculo eleitoral de Setúbal do Parlamento dos Jovens, sublinhou que um dos objetivos deste programa é “dar a conhecer um pouco melhor aquilo que é o trabalho dos deputados e o funcionamento do Parlamento”.

O político reforçou que a participação neste tipo de iniciativas “é muito importante para aproximar os jovens de algo que hoje é visto como sendo intrinsecamente negativo”,concretamente “a política no sentido abstrato”.

Já o delegado regional de educação de Lisboa e Vale do Tejo, Francisco Neves, considerou fundamental que os jovens desenvolvam “um conjunto de ideias” e se envolvam“numa reflexão conjunta em torno de problemas da sociedade atual”.

A diretora regional de Lisboa e Vale do Tejo do Instituto Português do Desporto e Juventude, Eduarda Marques, reconheceu o impacte positivo deste programa de promoção da cidadania. 

“Estimula a participação cívica e política, promove o debate democrático e o respeito pela diversidade de opiniões”, apontou Eduarda Marques, para depois sublinhar a “contribuição dos jovens para a resolução de questões que afetam o presente e o futuro individual e coletivo”.

Durante o dia de hoje, nesta sessão, são eleitos os deputados distritais que vão, a 20 e 21 de maio, ao Palácio de São Bento, apresentar soluções para minimizar os efeitos das alterações climáticas.

Fonte:CMSetúbal

Partilhe esta notícia