Oferta de licenciaturas mantém-se com 1210 vagas para o Concurso Nacional de AcessoS

Instituto Politécnico de Setúbal (IPS) disponibiliza 1210 vagas na primeira fase do Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior (CNAES), que arrancou esta quarta-feira, dia 17 de julho e termina a 6 de agosto. Um número que se mantém inalterado face ao ano anterior, em consonância com as orientações do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior no que toca à fixação de vagas por parte das instituições de ensino.

Na oferta formativa para 2019/2020 há, no entanto, a destacar a abertura de seis novos cursos, nomeadamente o CTeSP em Desenvolvimento de Videojogos e Aplicações Multimédia, os mestrados em Gestão em Hotelaria de Saúde e Bem-Estar (em parceria com a Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril – ESHTE) e em Engenharia e Gestão de Energia na Indústria e Edifícios, e as pós-graduações em Gestão das Unidades de Saúde e em Empreendedorismo e Negócios Turísticos (esta última também em parceria com a ESHTE). 

Sublinhe-se que, na 1ª fase do CNAES de 2018/2019, a procura excedeu claramente a oferta, já que o número de estudantes que concorreu às escolas do IPS, um total de 3456, foi quase o triplo face às 1210 vagas disponibilizadas. 

Dado digno também de registo diz respeito ao número de matriculados entre 2017/18 e 2018/19, que sofreu um aumento de 1120 estudantes, concretamente de 5869 para 6989. 

“Nos últimos anos tem-se verificado um aumento significativo no número de estudantes que escolhe o IPS, consolidando-se esta instituição como uma escolha dos jovens que se candidatam ao ensino superior”, refere Ângela Lemos, vice-presidente do IPS com o pelouro dos Assuntos Académicos.

A responsável acrescenta ainda que “a percentagem de estudantes que se candidatam em primeira opção a muitos dos nossos cursos tem vindo a crescer, alguns deles preenchendo 100 por cento das vagas na 1ª fase de candidaturas”, o que “resulta da capacidade de o IPS se afirmar na região ao nível da formação e da investigação”. 

Partilhe esta notícia