Inaugurada Extensão de Saúde de Alvalade
Antigo refeitório da escola Primária de Alvalade adaptado para  prestação de serviços de saúde

Foi hoje inaugurada, oficialmente, a Extensão de Saúde de Alvalade.  Na inauguração marcaram presença o Presidente da Câmara Municipal Álvaro Beijinha, a Vice –Presidente, Margarida Santos, o Presidente da Junta de Freguesia, Ricardo Cruz a Secretária de Estado da Saúde, Rosa Valente de Matos, José Robalo do Conselho Diretivo da ARSAlentejo, entre outros convidados.
A obra é o reaproveitamento do edifício municipal do antigo refeitório da escola Primária de Alvalade, cedido gratuitamente pela Câmara Municipal. As instalações utilizadas até agora para a prestação de serviços de saúde, há muito que não ofereciam as condições necessárias para a função que desempenhavam junto dos alvaladenses, como referiu Álvaro Beijinha na sua intervenção. 

A nova Extensão que pertence à Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano vai servir cerca de 1900 utentes, com os cuidados a serem prestados por uma equipa constituída por um médico, uma enfermeira e uma secretária clinica.

O novo equipamento em Alvalade vai trazer condições renovadas para utentes e profissionais de saúde, aumentando a qualidade e a eficiência dos serviços. Esta é uma luta de há muitos anos da Câmara Municipal e Junta de Freguesia que ao lado da população iniciaram este processo junto da Administração Regional de Saúde do Alentejo. 

O autarca falou na cerimónia sobre próximos projetos na área da saúde, que urgem ser concretizados, e solicitou à Secretaria de Estado o seu empenho para que venham a ser uma realidade em breve. São eles o novo Centro de Saúde de Santiago do Cacém e a intervenção na Extensão de Saúde de Santo André “são compromissos assumidos pelo anterior governo e pelo atual, foram mapeados pela ARS como prioridade no Alentejo Litoral, inclusive o de Santiago do Cacém está em primeiro lugar no âmbito do Quadro Comunitário do Alentejo 2020, e a Câmara Municipal já disponibilizou terreno para a sua construção”.

Também preocupado com a situação da falta de profissionais de saúde e de assistentes técnicos e operacionais no Hospital do Litoral Alentejano, o Presidente da Câmara transmitiu, que após ter falado com Secretária de Estado, na passada semana, foram tomadas medidas para desbloquear a contratação de 39 profissionais, mas que segundo Álvaro Beijinha “não resolvem tudo. Há muitos problemas por resolver, os quais foram colocados pelos autarcas da região em reunião com o Ministro da Saúde. As populações não podem ficar reféns de uma política de austeridade do Ministério das Finanças, porque nas questões da saúde continuamos a ser confrontados com limitações brutais para dar resposta ao que é essencial, nomeadamente em termos de pessoal”.

A Secretária de Estado da Saúde, Rosa Valente de Matos evocou a memória de António Arnaut, o pai do Serviço Nacional de Saúde (SNS) e enalteceu os seus princípios como um marco da democracia portuguesa “ temos de ter as pessoas e condições necessárias para dar respostas e esta inauguração é um exemplo dos princípios do SNS. Estamos a investir no interior para dar às pessoas que vivem em Alvalade possibilidades iguais às que vivem em Lisboa. Uma vez que esta Extensão de Saúde está instalada numa escola, que o seu serviço seja também uma escola para os seus utentes, não sirva só para tratar, mas também para ensinar e informar, é muito importante que o utente esteja  bem informado.” Rosa Valente deixou a promessa da possibilidade de contratação de mais um enfermeiro para dar apoio à população de Alvalade.

A adaptação do espaço do antigo refeitório teve o valor de cerca de 300 mil euros e esteve a cargo da Administração Regional de Saúde do Alentejo.

Partilhe esta notícia