O presidente da Câmara Municipal da Moita, Rui Garcia, e o vereador do Desenvolvimento Económico, João Romba, estiveram na tarde de terça-feira, dia 15 de abril, em contacto com a realidade de mais duas empresas do concelho, a Sociedade Agrícola Quinta do Paraíso e a Casa Agrícola Policarpo, no âmbito do Roteiro das Atividades Económicas Agrícolas e Agropecuárias.

Com um efetivo de mais de 4 000 cabeças de gado, das quais 1 600 para produção de leite, a Sociedade Agrícola Quinta do Paraíso, nos Brejos, concelho da Moita, atinge, diariamente, uma produção de cerca de 32 000 litros de leite por dia, empregando diretamente 17 trabalhadores. Com este volume de produção, esta exploração de gestão familiar fornece também carne para operadores comerciais, confirmando o peso agrícola do concelho da Moita na região e no País.

vacariamoita2

No mesmo dia, o presidente e o vereador visitaram a Casa Agrícola Policarpo, na Quinta da Migalha, responsável por seis postos de trabalho e com uma produção de cerca de 8 000 litros por dia.

Rui Garcia, registando a preocupação dos empresários agrícolas, fez vincar que, do ponto de vista institucional, o Município da Moita “tudo fará para defender a produção local e manterá a política de defesa do mundo rural, enquanto inquestionável mais-valia para a riqueza da região”, isto no âmbito do anúncio do fim das quotas leiteiras.

O Roteiro das Atividades Económicas Agrícolas e Agropecuária, integrado no Programa Municipal de Gestão Participada “Reforçar a Democracia, Preparar o Futuro”,  prossegue ainda durante o mês de abril e maio.

Partilhe esta notícia