O Tribunal de Contas chumbou o empréstimo de 15 milhões de euros que a Câmara Municipal de Setúbal aprovou, com o voto contra do PSD Setúbal. A necessidade deste empréstimo comprova o fracasso da gestão financeira da Câmara Municipal pela CDU e este chumbo do Tribunal de Contas atesta que essa aprovação era insustentável, injustificável e irregular face às regras de equilíbrio financeiro.

O PSD Setúbal manifesta a sua grande preocupação com esta situação. É urgente perceber em que estado estão as contas da Câmara Municipal. É urgente perceber que serviços podem estar em causa pela irresponsabilidade da gestão de tesouraria. É urgente saber que obras eleitorais foram lançadas com base na perspetiva deste empréstimo.

Face ao exposto e às notícias que têm vindo a público sobre esta matéria, o PSD de Setúbal requereu a realização de uma reunião extraordinária, com carácter de urgência, da Comissão Permanente da Assembleia Municipal, da qual aguarda resposta. A Presidente da Câmara Municipal de Setúbal e os eleitos da CDU têm que se justificar.

Pela Comissão Política do PSD de Setúbal