Duas conferências, inúmeros estudos científicos e cerca de 40 workshops, que envolveram mais de duas mil pessoas, durante dois anos, estiveram na base da construção do Plano Metropolitano de Adaptação às Alterações Climáticas, que vai ser apresentado amanhã, 6 de dezembro, às 9h30, no Museu Nacional dos Coches, em Lisboa.

A promoção do conhecimento técnico-científico e a sua aplicação ao território metropolitano, a capacitação institucional e das comunidades territoriais, e a adoção de uma cultura transversal de adaptação, são os três grandes objetivos do plano.

O Museu Nacional dos Coches será também o palco para assinatura de um compromisso político metropolitano para a adaptação climática, subscrito pelos 18 municípios da área metropolitana de Lisboa, que testemunha a importância e o envolvimento de todos na conceção e aplicação dos princípios de ação e governança preconizados pelo plano.

O programa contemplará ainda um painel que debaterá os caminhos para garantir a qualidade de vida na metrópole de futuro, e a importância da ação climática metropolitana na edificação de um futuro mais sustentável.

A apresentação pública contará com a presença dos presidentes dos municípios da área metropolitana de Lisboa, secretária de estado do ambiente, Inês dos Santos Costa, presidente do conselho metropolitano, Fernando Medina, primeiro-secretário metropolitano, Carlos Humberto de Carvalho, e investigadores e académicos da área ambiental.

Mais informações em www.aml.pt