O deputado do PSD do distrito de Setúbal, Bruno Vitorino, acusa Carlos Costa, representante do Sindicato dos Transportes Fluviais Costeiros e Marina Mercante, de mentir quando afirma que foi uma denúncia ou participação do Partido Social Democrata ao Ministério Público que levou à apreensão do navio acidentado no Terreiro do Paço.

 

“Desafio este sindicato e o seu representante a provar o que dizem. Apesar deste senhor estar ao serviço de um partido político, não pode valer tudo. Ou prova o que diz ou retrata-se publicamente”, frisa.

 

“Esta forma de estar na vida política, usando a mentira e a calúnia, é vergonhosa e baixa, típica dos partidos e das estruturas totalitárias e comunistas”, acrescenta o deputado.

 

Bruno Vitorino considera ainda que “este senhor e o sindicato que representa fariam um melhor serviço, se em vez de inventarem mentiras para justificar uma greve absurda, defendessem um melhor serviço para os utentes, não os prejudicando ainda mais”.

 

 

Fonte:PSD

Partilhe esta notícia