A Câmara Municipal do Seixal afirmou-se esta sexta-feira, em comunicado, contra a criação do sistema multimunicipal de abastecimento de água e de saneamento de Lisboa e Vale do Tejo, que pretende “criar condições para a privatização do setor”.

“O Município do Seixal reitera o seu profundo desacordo com o plano estratégico desenvolvido pelo Governo, para o abastecimento de água e saneamento de águas residuais, realçando e defendendo o papel da autonomia do Poder Local Democrático, através da intervenção direta das autarquias na defesa da administração e da gestão pública da água ao serviço das populações, pois só a gestão pública garante qualidade e tarifas mais baixas às populações”, defende a autarquia, acrescentando que irá “defender intransigentemente a gestão pública da água e do saneamento e irá tomar todas as medidas ao seu alcance na defesa do superior interesse das populações”.

Com o objetivo de definir as ações a desenvolver em defesa da água pública, a CM do Seixal irá promover um debate com a população, no âmbito do Fórum Seixal, que terá lugar no Moinho de Maré de Corroios, no dia 5 de Junho, pelas 18 horas.

Partilhe esta notícia