Decorreu ontem, dia 20 de julho, nos Paços do Concelho, a Cerimónia de Assinatura de dois Protocolos, um relativo à constituição da Equipa de Intervenção Permanente (EIP), entre a Câmara Municipal do Barreiro (CMB), a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) e a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Sul e Sueste (AHBVSS), e outro relativo à constituição da Equipa de Intervenção Permanente de Iniciativa Municipal (EIPIM), entre a CMB e a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários do Barreiro – Corpo de Salvação Pública (AHBVBCSP). A iniciativa foi presidida pelo Secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes.

 

O Protocolo alusivo às “Condições de Contratação e funcionamento da EIPIM” refere que esta equipa tem como “exclusiva missão assegurar, em permanência, serviços de socorro às populações”. “A EIPIM exerce a sua missão de forma permanente, todos os dias úteis, por um período semanal de 40 (quarenta) horas, de acordo com um plano de horário elaborado pelo Comandante do Corpo de Bombeiros” e é “constituída por 5 (cinco) bombeiros em regime de permanência”.

De salientar ainda que a “CMB e a AHBVBCSP comparticipam em partes iguais nos custos decorrentes da remuneração dos elementos da EIPIM, atribuindo a CMB mensalmente e a título de subsídio, por cada elemento contratado, o respetivo valor, bem como demais encargos relativos ao regime de segurança social e seguros de acidentes de trabalho”.

No que respeita ao Protocolo relativo às “Condições de Contratação e funcionamento da EIP”, também constituída por cinco bombeiros em regime de permanência e com a mesma missão, “a ANPC e a CMB comparticipam em partes iguais nos custos decorrentes da remuneração dos elementos da EIP, atribuindo à AHBVSS, mensalmente e a título de subsídio, por cada elemento contratado, o respetivo valor, bem como demais encargos relativos ao regime de segurança social e seguros de acidentes de trabalho”.

 

José Caetano, Presidente da AHBVBCSP considerou que este é um passo importante na “colocação de meios ao serviço da população”. Valorizou o papel da CMB na criação da EIPIM, “possibilitando uma igualdade de tratamento” entre as corporações, e realçou a vontade da AHBVBCSP para “melhor responder às solicitações da população e às situações de emergência e socorro”.

Eduardo Correia, Presidente da AHBVSS, considera que “a estratégia de solidez e consistência prosseguida resultou na assinatura deste protocolo”. Realçou o apoio de várias entidades “no caminho percorrido ao longo de vários anos”, considerando que o dia da criação da EIP “fica na história do Barreiro”.

O Presidente da CMB, Carlos Humberto de Carvalho, considerou que o Barreiro é um Concelho “seguro”. “É esse sentimento de segurança que queremos generalizar e ampliar ainda mais”, numa articulação entre diversas entidades, entre elas, os Bombeiros, as forças de segurança e as instituições de saúde.  Referiu que, enquanto Presidente da CMB, “tem sido um prazer trabalhar com estas entidades. Tem sido possível fazer caminhos”.

O Secretário de Estado Jorge Gomes salientou a importância da criação das EIP, permitindo ultrapassar “dificuldades de prontidão exigidas atualmente”. Por outro lado, são uma forma de incentivo e de reconhecimento do “excelente trabalho dos bombeiros voluntários junto das comunidades”.

“A partir de hoje temos 10 bombeiros no Barreiro em prontidão para atender às necessidades dos cidadãos. A população do Barreiro está mais segura”, referiu Jorge Gomes.

Após a assinatura dos protocolos, o Presidente da CMB e o Secretário de Estado da Administração Interna visitaram os dois quartéis de bombeiros voluntários do Barreiro. No Corpo de Salvação Pública, foi inaugurado o Veículo de Comando Tático e, no Sul e Sueste, foi descerrada a placa alusiva à constituição da EIP.

Partilhe esta notícia