Os enfermeiros do Centro Hospitalar do Barreiro/ Montijo anunciaram hoje uma paralisação na próxima segunda-feira, 25 de agosto. Em causa está a “intensificação dos ritmos de trabalho” causada pela carência de profissionais de saúde.

Em comunicado, a União de Sindicatos de Setúbal [USS], garante que há enfermeiros a trabalhar “16h por dia” para assegurar o trabalho dos que faltam, o que coloca em causa o bom atendimento e a qualidade dos serviços prestados aos utentes, nomeadamente “no serviço de urgência”. A USS sublinha que é “urgente a contratação de mais profissionais de enfermagem e mais assistentes operacionais”.

Para o Sindicato, “a instabilidade dos vínculos laborais e o recurso a vínculos precários por via de prestação de serviços, não só não resolve os problemas do hospital como cria instabilidade nos trabalhadores que estão a prestar cuidados de saúde”.

Para o mesmo dia, a partir das 10h, está prevista, de acordo com a USS, uma concentração dos enfermeiros à porta do Hospital do Barreiro.