Depois do embate entre dois navios que levou à paragem de um deles, na  passada segunda-feira, reduzindo a frota da Soflusa a quatro e levando  ao incumprimento consecutivo dos horários durante toda a semana, a  Juventude Popular do Barreiro (JP Barreiro) enviou novo pedido de  esclarecimento ao Ministro do Ambiente.

“Cinco meses passaram desde que enviámos o pedido de esclarecimento e  até ao momento não obtivemos qualquer resposta. Perante o caos e  degradação significativa do serviço verificados no decorrer desta  semana, não podiamos deixar de insistir por respostas da tutela”  referiu o Presidente da JP Barreiro, Hélder Leal Rodrigues.

No passado mês de Abril, o Ministro do Ambiente anunciou um concurso  para aquisição de dez novos navios para as ligações fluviais do Tejo,  que iria iniciar no Verão passado. Para o Presidente da JP Barreiro “é  inaceitável ser feito um anúncio em Abril, com abertura do concurso  para o Verão, e chegarmos praticamente a Novembro sem uma palavra do  Ministro”.

De acordo com o pedido de esclarecimento enviado em Junho passado e  novamente no dia hoje, a JP Barreiro pretende ver esclarecido se o  concurso irá ser aberto, em que moldes serão distribuídos os dez  navios e como irá a tutela fazer face aos problemas existentes no  imediato até à chegada dos novos navios, previstos para 2020 e 2022.

“Porque opta o Ministro pelo silêncio?” questionou Hélder Leal Rodrigues.

Partilhe esta notícia